Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BRASILEIRÃO

Corinthians vai para o Majestoso<br> com Romero e Balbuena

Corinthians vai para o Majestoso<br> com Romero e Balbuena
11/06/2017 06:00 - TERRA


 

Os titulares do Corinthians para o Majestoso foram definidos. Na última atividade antes do clássico contra o São Paulo, realizada neste sábado, Fábio Carille acabou com o mistério e colocou o zagueiro Balbuena e o atacante Romero entre os 11 que saem jogando neste domingo, na Arena de Itaquera.

A escalação dos paraguaios ainda não era 100% confirmada. Enquanto o defensor se recuperou recentemente de uma lesão, o camisa 11 servia a seleção paraguaia em amistoso e retornou somente na noite desta sexta-feira ao Brasil.

Com os pontos de interrogação resolvidos, a equipe titular, que terá a missão de defender a invencibilidade alvinegra contra o Tricolor na nova casa, conta com: Cássio; Paulo Roberto, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Marquinhos Gabriel e Romero; Jô.

O treino deste começo de tarde no Centro de Treinamentos Joaquim Grava seguiu um script diferente do habitual em vésperas de jogo. Ao invés de realizar o famoso "Treino Fantasma", marca registrada de Tite, Carille preferiu deixar os jogadores fazerem um coletivo. A única regra, porém, era que cada um só poderia dar três toques na bola.

Após o fim do primeiro momento, os titulares foram para outro campo realizar os trabalhos de bola parada e posicionamento. Enquanto isso, os reservas, divididos em dois times de oito, continuavam com o coletivo em campo reduzido.

Corinthians e São Paulo se enfrentam às 16h deste domingo, na Arena de Itaquera. O duelo é válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro e coloca frente à frente o líder da competição, com 13 pontos, e os sétimos colocados, com nove.

 

Felpuda


Alguns políticos estão se aproveitando deste momento preocupante de pandemia para sugerir projetos oportunistas que, em alguns casos, são de resultados extremamente duvidosos. O mais interessante – para não dizer outra coisa – é que se for analisado o desempenho normal dessas figuras, verifica-se que essa preocupação toda nunca esteve no topo das suas prioridades. Ano eleitoral é assim mesmo. Lamentável!