Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 15 de novembro de 2018

FUTEBOL 2018

Corinthians consegue liminar que libera taça do Mundial de penhora

9 NOV 2018Por FOLHAPRESS19h:00

O Corinthians diz ter em mãos uma liminar que suspende a penhora da taça de campeão do Mundial de Clubes de 2012, conquistada pelo clube após vitória por 1 a 0 contra o Chelsea, no Japão.

O advogado do Corinthians, Diógenes Melo, confirmou a informação à reportagem. "Conseguimos essa liminar que libera o nosso troféu da determinação de penhora", disse.

O clube enviou por meio de sua assessoria de imprensa um despacho, assinado pelo relator Paulo Pastore Filho, onde é aceito o agravo de instrumento com pedido suspensivo oferecido pelo Corinthians.

O fato havia acontecido nesta quinta-feira (8), após processo aberto pelo Instituto Santanense de Ensino Superior, que cobra R$ 2,5 milhões do clube. O troféu seria penhorado para ter seu valor avaliado.

Em 2008, a UniSant'Anna, de propriedade do Instituto, tinha um espaço no Parque São Jorge, sede do Corinthians no bairro da zona leste de São Paulo. O local era alugado e servia como campus para a universidade.

No entanto, a faculdade passou a alegar que o clube alvinegro impedia o acesso de alunos e funcionários, o que motivou o instituto a buscar uma indenização na Justiça. Em 2010, o Corinthians foi condenado. Após vários recursos, a instituição tenta até hoje receber os valores aos quais tem direito.

Em entrevista coletiva, o presidente Andrés Sanchez ironizou o procedimento judicial.

"Pelo menos o Corinthians tem duas taças de Mundial para penhorar, não é? Temos terreno, ônibus, carro, temos patrimônio. O Corinthians tem dois Mundiais", disse o dirigente.

"Estava bem adiantado o acordo [entre Corinthians e Instituto Santanense para quitar a dívida], mas os advogados [do Instituto] quiseram uma nota midiática e fizeram isso com a taça do Mundial. O que tiver de pagar, vamos pagar. Os advogados devem torcer para outro time e fizeram isso", disse Andrés.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também