Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Paralimpíadas

Comitê Paralímpico terá mais verba para desenvolvimento

O esporte terá agora cerca de R$ 130 mi para aprimorar o rendimento de atletas

17 AGO 15 - 13h:37GAZETA ESPORTIVA

O Comitê Paralímpico Brasileiro terá um acréscimo na verba anual que recebe através da Lei Agnelo/Piva. Com a Lei de Inclusão da Pessoa com Deficiência sancionada em julho, o esporte paralímpico terá, agora, cerca de R$ 130 milhões para aprimorar ainda mais o rendimento de seus atletas. Situação muito diferente da antiga quantia repassada ao CPB, que era de R$ 39 milhões.

O presidente do CPB, Andrew Parsons, comentou sobre a nova quantia que o órgão irá receber e ressaltou a tranquilidade que todos terão para seguir desenvolvendo o esporte no país.

“Com a aprovação da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (sancionada em julho), a gente está saindo de uma arrecadação de R$ 39 milhões da Lei Agnelo/Piva, para cerca de R$ 130 milhões. Isso muda a realidade e nos dá uma tranquilidade muito grande”, declarou o dirigente.

Juntamente a isso, o Centro de Treinamento de São Paulo, instalação voltada aos paratletas, tem previsão de entrega da estrutura física em setembro e início das atividades em janeiro. Com a nova receita, o CPB deverá ter condições de gerir o CT com recursos próprios. Andrew também comentou sobre as novas oportunidades que a nova receita irá propiciar.

“Se em janeiro tivermos o Centro de Treinamento disponível para utilização, temos totais condições de cuidar da operação esportiva. Sempre se diz isso em termos das instalações. Uma coisa é construir, a outra é gerir, manter, fazer com que continuem operando. A gente fez uma ampla pesquisa no mundo para perseguir os melhores modelos”, afirmou.

Nos Jogos Parapan-Americanos, o Brasil bateu o seu melhor desempenho da história da competição, contabilizando 257 medalhas (109 ouros, 74 pratas e 74 bronzes) e ficando em primeiro lugar no quadro geral. A expectativa é que, com maior poderio econômico, o CPB consiga proporcionar aos atletas ainda mais condições para eles chegarem a Paralimpíada como favoritos.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Pelé comemora 50 anos de seu histórico milésimo gol na carreira
REI DO FUTEBOL

Pelé comemora 50 anos de seu histórico milésimo gol na carreira

Brasil vence Coreia do Sul e finda jejum no último amistoso do ano
SELEÇÃO BRASILEIRA

Brasil vence Coreia do Sul e finda jejum no último amistoso do ano

Vasco paga preço por "encolher" com vantagem mínima
CAMPEONATO BRASILEIRO

Vasco paga preço por "encolher" com vantagem mínima

Sem marcar há um turno, Alexandre Pato amarga reserva no São Paulo
ATACANTE

Sem marcar há um turno, Alexandre Pato amarga reserva no São Paulo

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião