Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BRASILEIRÃO

Com um a menos e gol aos 50 minutos, Goiás vira sobre reservas do Inter

Com um a menos e gol aos 50 minutos, Goiás vira sobre reservas do Inter
25/08/2019 18:14 - ESTADÃO CONTEÚDO


Uma vitória para lavar a alma. Mesmo saindo atrás do placar e com um a menos desde os 16 minutos do primeiro tempo, o Goiás conseguiu virar sobre os reservas do Internacional, por 2 a 1, e fez a festa dos mais de sete mil torcedores presentes neste domingo no estádio Serra Dourada. A partida foi válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Essa foi a primeira vitória esmeraldina após a pausa para a Copa América. O time comandado por Ney Franco vinha de quatro derrotas e três empates. Com o fim do jejum, o Goiás chegou aos 21 minutos e subiu para o 11º lugar da tabela.

Atuando com reservas por conta do jogo de volta das quartas de final da Copa Libertadores, contra o Flamengo, em Porto Alegre (RS), na próxima quarta-feira, o Internacional estacionou nos 24 pontos e perdeu a chance de entrar no G6, figurando na sétima colocação. Na Libertadores vai ter que devolver ou superar os 2 a 0 que levou no Maracanã.

A partida começou com os dois times se estudando, mas a qualidade individual fez a diferença logo aos 11 minutos. Wellington Silva tocou nas costas da zaga esmeraldina para Guilherme Parede finalizar na saída de Tadeu. E não há nada tão ruim que não possa piorar.

No lance que originou o gol colorado, Léo Sena deixou o pé em Nonato durante disputa de bola. Avisado pelo VAR, o árbitro baiano Marielson Alves Silva expulsou o volante esmeraldino. Mesmo com um a menos, o Goiás tentava encurralar o Internacional, que apostava no contra-ataque.

Devido ao forte calor que fazia na cidade de Goiânia, o árbitro concedeu a parada técnica aos 26 minutos. Na volta, o Inter passou a controlar a posse de bola, mas sem criar lances de perigo. A pouca agressividade do time esmeraldino irritou a torcida, que não economizou nas vaias durante o intervalo.

Logo no início do segundo tempo, Guilherme Parede escapou em velocidade pela direita e cruzou rasteiro. Wellington Silva desviou de joelho por cima do travessão. Tadeu só observou. A resposta do Goiás veio na sequência em cabeçada de Michael para fora.

Aos 20, Emerson Santos soltou a bomba em cobrança de falta e Tadeu espalmou. Cinco minutos depois, o Goiás empatou com um golaço de Michael. O atacante recebeu dentro da área e deixou Emerson Santos e Bruno Silva no chão antes de finalizar no cantinho de Marcelo Lomba.

A partida ficou aberta nos minutos finais e Tadeu salvou o Goiás em dois lances seguidos nas finalizações de Guilherme Parede e Nico López. Quando parecia que o jogo terminaria empatado, Rafael Vaz cobrou falta com perfeição no ângulo de Lomba e fez o gol da virada aos 50 minutos.

O Goiás volta a campo no domingo, quando faz um confronto direto contra o Fortaleza, às 16 horas, na Arena Castelão, em Fortaleza O Inter recebe o Botafogo, às 21 horas do sábado, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Os jogos são válidos pela 17ª rodada.

FICHA TÉCNICA:

GOIÁS 2 x 1 INTERNACIONAL

GOIÁS - Tadeu; Yago Rocha (Geovane), Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Yago Felipe, Léo Sena e Marcelo Hermes; Michael, Rafael Moura (Leandro Barcia) e Kayke (Renatinho). Técnico: Ney Franco.

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Zeca, Klaus, Emerson Santos e Natanael (Erik); Rithely (Sarrafiore), Bruno Silva, Nonato, Nico López, Wellington Silva (Pedro Lucas); Guilherme Parede. Técnico: Odair Hellmann.

GOLS - Guilherme Parede, aos 11 minutos do primeiro tempo; Michael, aos 25, e Rafael Vaz, aos 50 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Michael e Leandro Barcia (Goiás); Klaus e Guilherme Parede (Internacional).

CARTÃO VERMELHO - Léo Sena (Goiás)

ÁRBITRO - Marielson Alves Silva (BA).

RENDA - R$ 135.500,00.

PÚBLICO - 7.086 pagantes (8.634 no total).

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Felpuda


As várias e várias mensagens que vêm sendo trocadas em grupos fechados, e para poucos, são de que algumas alianças poderão acontecer, mas mediante a troca de comando em alguns órgãos importantes. Seriam entendimentos para atender siglas de matizes bem diversos que vêm tentando criar dificuldades para vender facilidades. Se as negociações forem concretizadas, tornarão os caminhos sem muitas barreiras. A conferir.