Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

VÔLEI

Com time misto, Brasil passa fácil pela China e se recupera na Liga das Nações

Jogo foi vencido por 3 sets a 0
15/06/2019 15:00 - ESTADÃO CONTEÚDO


 

A seleção brasileira masculina de vôlei se recuperou da dolorida derrota sofrida para a Sérvia na última sexta-feira, que derrubou a invencibilidade da equipe na Liga das Nações, e passou fácil pela China neste sábado com um triunfo por 3 sets a 0, com parciais de 25/15, 25/18 e 25/22. 

A partida foi a segunda da terceira semana de disputas da competição na cidade de Gondomar, em Portugal. Com o triunfo, o Brasil soma, agora, 19 pontos e se manteve no terceiro lugar, atrás da Rússia, que derrotou o Canadá por 3 a 1, e do líder Irã, que passou pela Polônia por 3 a 2. No entanto, a França, quarta colocada, ainda joga neste sábado contra a Argentina e pode ultrapassar o time brasileiro. A China é a lanterna e venceu apenas um jogo no torneio.

Os brasileiros chegaram à sétima vitória em oito jogos no torneio. Os outros triunfos foram sobre Estados Unidos, Austrália e Polônia, em Katowice, na Polônia, e Irã, Japão e Argentina, em Tóquio, no Japão. 

O técnico Renan Dal Zotto optou por poupar jogadores importantes e escalou uma equipe mista para o duelo - o levantador Bruninho fez sua primeira partida completa pela equipe nacional neste ano A decisão se mostrou acertada, já que os brasileiros atropelaram a frágil seleção chinesa. O ataque e o saque, com Isac, além do ajuste na recepção e nos passes, foram os pontos fortes do Brasil no jogo, que poderia ter sido ainda mais fácil se não fossem os erros demasiados.

No primeiro set, a força na defesa e no bloqueio e os saques forçados de Isac fizeram com que o Brasil abrisse logo de cara 5 a 0 e tivesse calma para a sequência da parcial. Lucarelli se destacou no ataque a equipe nacional fechou o set em 25/15, sendo que quase metade dos pontos do rival (sete) foram de erros brasileiros.

As falhas se repetiram no segundo set, mas não foram, novamente, determinantes. A China passou a virar a bola com menos dificuldade e equilibrou o jogo, de modo que o Brasil ficou em vantagem em alguns momentos por apenas um ponto, mas, no final, a qualidade técnica fez a diferença e a parcial foi fechada em 25/18, sendo que 18 dos pontos brasileiros foram de ataque.

No terceiro set, a história se repetiu, de modo que a equipe de Renan Dal Zotto cometeu alguns erros em sequência, mas sobrou no ataque, desta vez com as viradas do ponteiro Douglas, e no saque para abrir vantagem no placar, fechar o set em 25/22 e o jogo com tranquilidade. 

A seleção brasileira retorna à quadra neste domingo, às 14 horas (de Brasília) contra Portugal.

  •  

Felpuda


Pré-candidato pode estar sendo “fritado” sem ao menos perceber. Redes sociais que têm estreitas ligações com ex-cabecinhas coroadas e que prometeram apoio estão enaltecendo que só certo pré-candidato de outro partido. Quem conhece as ditas figurinhas de, digamos, outros carnavais, acredita que está em curso operação sorrateira para mudar internamente os rumos da futura campanha. Trocando em miúdo: ceder a cabeça de chapa.