Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

0 A 0

Com Felipe Melo no banco, Palmeiras
empata com o Atlético-MG em casa

4 JUN 2017Por FOLHAPRESS18h:03

O Palmeiras empatou em 0 a 0 com o o Atlético-MG na tarde deste domingo (4), no Allianz Parque, e ampliou sua má fase.

Com apenas uma vitória em quatro jogos no, o time, com quatro pontos, ocupa a 12ª posição no Campeonato Brasileiro, e ainda pode ser ultrapassado pelo Bahia, que joga nesta segunda (5) contra o Atlético-GO, em casa.
É um desempenho muito aquém do que se espera da equipe -pelos nomes no elenco e pelo dinheiro investido.

Assim, a pompa de "melhor time do Brasil" está definitivamente em xeque. Nas últimas seis partidas, todas já sob o comando de Cuca, duas vitórias, três derrotas e um empate.

Com mais de R$ 70 milhões gastos em reforços, o clube ouviu o seu treinador pedir contratações. A declaração gerou mal estar internamente.

Cuca deixou Felipe Melo no banco neste domingo. Quem entrou em seu lugar foi o volante Thiago Santos, herói da classificação no Beira-Rio na última quarta-feira (31).

No primeiro tempo, sem muita criação, a melhor chance do Palmeiras foi um pênalti desperdiçado por William.
Aos 43, Fred empurrou Edu Dracena na área após cobrança de falta e o juiz assinalou a penalidade máxima.

Willian cobrou mal, quase no meio do gol, e Victor fez a defesa. Na última rodada, o Palmeiras já havia desperdiçado um pênalti contra o São Paulo. Na oportunidade, Jean chutou por cima.

Na melhor chance dos mineiros, Egídio quase mandou para o próprio gol após cruzamento de Fred.

Na segunda etapa, o Palmeiras ficou mais com a bola, mas não foi criativo o suficiente para criar chances claras. O Atlético-MG tentou jogar no contra ataque, mas também sem muita inspiração.

Na próxima quarta-feira (7), o Palmeiras enfrenta o Coritiba, no Couto Pereira, às 19h30 (de Brasília). No mesmo dia e horário, o Atlético-MG recebe o Avaí no Independência. Ambas as partidas são válidas pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS
Fernando Prass; Mayke, Yerry Mina, Edu Dracena e Egídio; Thiago Santos, Tchê Tchê e Guerra; Róger Guedes (Borja), Keno (Michel Bastos) e Willian (Erik).
T.: Cuca.

ATLÉTICO-MG
Victor, Alex Silva, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Yago, Otero (Maicossuel) e Cazares; Robinho (Valdivia) e Fred (Rafael Moura).
T.: Roger Machado.

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Dilbert Pedrosa Moisés (Fifa/RJ) e Michael Correia (RJ)
Público/Renda: 34.240 pagantes/R$ 2.118.118,74
Cartões amarelos: Thiago Santos e Michel Bastos (PAL); Victor, Yago, Alex Silva e Robinho (ATL)

Leia Também