PAULISTÃO

Com boa atuação, São Paulo estreia com vitória sobre Água Santa

Gols do jogo foram marcados por Pablo e Daniel Alves ainda no primeiro tempo
23/01/2020 09:22 - AGÊNCIA ESTADO


 

Em sua primeira partida oficial no ano, o São Paulo esboçou um bom futebol e venceu o Água Santa por 2 a 0, no Morumbi, pela rodada inicial do Campeonato Paulista, na quarta-feira (22). O resultado deixa o time com 3 pontos no Grupo C, que tem ainda Inter de Limeira e Ituano, ambos goleados, e Mirassol, que jogará contra a Ferroviária nesta quinta-feira.

O zagueiro Arboleda, que durante as férias apareceu em uma foto vestindo a camisa do Palmeiras, foi hostilizado por parte da torcida, que também protestou contra a diretoria e conselheiros na porta do Morumbi antes do duelo. Quando o nome do defensor foi anunciado pelo sistema de som do estádio, ele foi vaiado. Na volta do intervalo também, mas depois disso outros torcedores gritaram o nome do equatoriano, demonstrando apoio.

Sem surpresa na escalação, o técnico Fernando Diniz mandou a campo um time ofensivo e com bom toque de bola no meio, graças a Hernanes e Daniel Alves. O lateral-esquerdo Reinaldo ficou fora para acompanhar o nascimento da sua filha e em seu lugar atuou Léo. Com boa movimentação, não demorou para o time da casa fazer um gol.

Logo aos cinco minutos, Pablo recebeu na entrada da área, se livrou da marcação de Walisson Maia e chutou no canto, levantando a torcida no estádio. "Fico muito feliz por esse gol e por voltar a marcar após um tempo. Ano passado foi complicado, todos sabem, mas 2020 está começando muito bem. Dedico ao Reinaldo, que está sendo pai mais uma vez", disse Pablo, que teve muitas lesões na última temporada.

Aos 17, a situação poderia se complicar, mas brilhou a estrela do goleiro Tiago Volpi: ele fez duas ótimas defesas em chutes de Marquinho e salvou o São Paulo de sofrer o empate. Apesar do susto, o São Paulo manteve sua postura ofensiva, com velocidade no ataque, e voltou a comandar as ações da partida.

Claro que a fragilidade do Água Santa precisa ser considerada. Só que o São Paulo manteve o ritmo e aos 42 fez um lindo gol em um ataque envolvente que culminou na tabela entre Daniel Alves e Vitor Bueno. O lateral veterano, que atuou como meia, recebeu em boas condições do companheiro e chutou duas vezes para marcar.

Na etapa final, o São Paulo manteve o controle da partida e até perdeu boas oportunidades para ampliar. Logo no primeiro minuto, Helinho recebeu de Hernanes e chutou por cima. A resposta do Água Santa veio com Dinei, que arriscou para o gol e Volpi defendeu com tranquilidade. O técnico Fernando Marchiori, inclusive, mexeu no time na tentativa de equilibrar as ações.

No ataque, o São Paulo continuava envolvente e em uma linda jogada de Helinho pela direita, o cruzamento chegou na medida para Daniel Alves, que chutou e o goleiro espalmou. Depois, Hernanes recebeu na área, bateu e Thomazella mais uma vez salvou o Água Santa. O meio-campista ainda teve nova chance, mas acabou desperdiçando.

Por ser primeira partida da temporada, o ritmo do São Paulo acabou caindo um pouco, mesmo com a entrada de Pato, Liziero e Brenner. Os dois times tiveram ainda algumas chances, mas não conseguiram converter.

Não foi uma estreia brilhante do São Paulo, mas mostra que o caminho, construído no ano passado, pode ser mais agradável nesta temporada. O próximo teste será o clássico com o Palmeiras, domingo (26), em Araraquara, pela segunda rodada do Paulistão.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".