FUTEBOL

CBF quer acabar com amistosos em datas de competições nacionais

CBF quer acabar com amistosos em datas de competições nacionais
20/08/2015 07:18 - GOAL


 

Além da convocação da Seleção Brasileira, os times do Campeonato Brasileiro também perderão jogadores importantes para a Seleção Olímpica, que fará um amistoso contra a França, no início de setembro. E o coordenador de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, não acredita em pedidos para liberação dos atletas, algo que já foi cogitado depois da convocação.

Na visão do dirigente, os clubes entendem a importância das partidas, e ele revelou que ainda não recebeu nenhum pedido para desconvocar ninguém - o Grêmio seria um clube que estava arquitetando um movimento para isso.

"Conversei, por exemplo, com o Rodrigo Caetano [diretor executivo do Flamengo] e ele me entendeu bem sobre a situação do Jorge. Não acredito que esses pedidos cheguem. Eles vão entender que é importante a participação destes jovens. Além disso, não teremos mais esse conflito de datas esse ano. Trata-se de uma situação atípica", disse ao UOL Esporte.

Outro ponto tocado por Gilmar foi uma possível mudança no calendário das competições nacionais, o que deixaria de coincidir as datas FIFA com os jogos oficiais de Brasileirão e Copa do Brasil.

"Peço a compreensão de todos, até porque é um problema que não teremos mais em breve. O presidente Marco Polo e o pessoal de competições já estão resolvendo as mudanças para evitar tais conflitos. Não teremos mais isso, felizmente", finalizou.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".