Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

BASQUETE

Brasil volta a vencer a China em amistoso antes do Mundial

Estreia na Copa do Mundo está marcada para 1º de setembro

25 AGO 19 - 14h:20ESTADÃO CONTEÚDO

Sem Didi, poupado, e Alex Garcia, que ficará de cinco a sete dias fora de ação devido a uma contratura na coxa esquerda, mas com o retorno do armador Rafa Luz, a seleção brasileira masculina de basquete voltou a derrotar a China neste domingo por 73 a 70.

O Brasil fez um bom jogo, especialmente no primeiro tempo, relaxou no fim, mas conseguiu sustentar a vantagem e derrotar os chineses pela segunda vez consecutiva. Na última sexta-feira, a equipe do técnico Aleksandar Petrovic havia batido a seleção asiática de virada por 90 a 84.

"Foram apenas 25 minutos de um ótimo jogo, mas no último período nós diminuímos o ritmo e permitimos que a China voltasse para a partida. A sete dias de começar a Copa do Mundo temos que recuperar alguns jogadores e corrigir os últimos erros para estarmos todos juntos no próximo domingo", avaliou o técnico Aleksandar Petrovic.

Bem mais agressivo defensivamente em relação ao último duelo e com bom desempenho de Marquinhos nas bolas de três - foram duas em duas -, a seleção brasileira dominou o primeiro quarto e abriu vantagem de 22 a 17. No segundo quarto, mesmo com algumas mudanças - Benite, Leandrinho e Yago foram para o jogo - o ritmo foi mantido e os brasileiros abriram 11 pontos de frente. 

O Brasil voltou do intervalo pressionando o time chinês e aumentou a diferença para 13 logo no primeiro arremesso do segundo tempo. A diferença só não aumentou porque a seleção desperdiçou quatro lance livres seguidos. Os chineses se aproveitaram do momento de instabilidade brasileiro e cortaram o prejuízo para apenas seis pontos antes da metade do período. No entanto, a defesa brasileira voltou a funcionar e a vantagem subiu para 17 pontos ao final do terceiro período.

O último quarto foi o mais emocionante e opôs dois rivais que alternaram momentos distintos. Com uma sequência de bolas de três certeiras, a China diminuiu consideravelmente a desvantagem para seis pontos, mas o tempo solicitado por Petrovic quebrou o ritmo chinês. Felício foi importante na defesa e Rafa Luz nos contra-ataques. O oponente asiático cresceu e chegou a encostar no placar com o grande aproveitamento nos arremessos de três, mas o time brasileiro resistiu e obteve mais uma vitória.

Em um período de trabalho de um mês, a seleção brasileira realizou neste domingo o seu sétimo amistoso preparatório para o Mundial. Foram três no Torneio Internacional de Lyon, no qual derrotou a Argentina na estreia, depois foi superada pela França e fechou com vitória sobre Montenegro. Antes do evento em solo francês, o time nacional obteve duas vitórias sobre o Uruguai em solo brasileiro - uma em Anápolis (GO) e outra em Belém. Agora, o time brasileiro emenda dois triunfos seguidos sobre a China. 

A equipe volta à quadra na quarta-feira para enfrentar o Tong Xi, bicampeão da Liga Chinesa nas temporadas 2010 e 2011, na cidade de Yixing. Será a última partida antes da estreia na Copa do Mundo, marcada para o dia 1º de setembro, contra a Nova Zelândia, em Nanquim.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Flamengo amplia vantagem para o Corinthians e tem a maior torcida do Brasil
FUTEBOL BRASILEIRO

Flamengo amplia vantagem para o Corinthians e tem a maior torcida do Brasil

Conheça o plano do Pacaembu por 35 anos
FUTEBOL

Demolição do tobogã e futebol não são prioridade para o Pacaembu

Capital será sede da Liga das Nações masculina de vôlei em 2020
APÓS 16 ANOS

Capital será sede da Liga das Nações masculina de vôlei em 2020

Organizada do São Paulo protesta após empate
BRASILEIRO

Organizada do São Paulo protesta após empate

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião