Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

BRASILEIRO

Bicampeão olímpico Robert Scheidt diz que não disputará Tóquio-2020

O bicampeão olímpico ainda disse que, apesar de se aposentar, não deixará o esporte

15 OUT 2017Por FOLHAPRESS14h:24

Um dos maiores vencedores do esporte brasileiro não estará na Olimpíada de Tóquio, em 2020. Robert Scheidt disse em entrevista ao Esporte Espetacular, da Rede Globo, neste domingo (15) que optou por não competir daqui três anos e assim se aposenta das disputas olímpicas.

"É a decisão correta pro momento, mas eu não me arrependi em nada. Foi uma trajetória maravilhosa. Eu queria continuar e dar sequência, mas chega um momento que tem que sentar, avaliar o momento da vida e ver se quer continuar", disse Scheidt citando ainda os filhos.

"Tenho dois filhos em casa. Quero passar mais tempo com eles. Eles sempre perguntam quando vou voltar, ele quer jogar futebol comigo, velejar. São coisas que pesam", explicou.

Scheidt também lamentou o resultado na Rio-2016. "Quarto lugar deixa um gosto amargo na boca. É um bom resultado, mas ninguém lembra. O volume de treinamento nos próximos dois anos é muito grande e optei por não dar sequência ao projeto. Pequenas lesões vão minando o treinamento", comentou.

O bicampeão olímpico ainda disse que, apesar de se aposentar das classes olímpicas, não deixará o esporte.

"O que me levou a vela foi a sensação de liberdade usando a força do vento e vou continuar fazendo. A vida sem a vela não faz sentido".

Robert Scheidt é bicampeão olímpico, tendo conquistador um ouro em Atlanta-96 e outro em Atenas-2004, além de duas pratas -Sidney-2000, Pequim-2008 e bronze em Londres.

O brasileiro ficou no quarto lugar geral na classe Laser nos Jogos do Rio de Janeiro e havia deixado aberta ainda em 2016 a possibilidade de participar de Tóquio 2020 em outra categoria.

Leia Também