Campo Grande - MS, terça, 14 de agosto de 2018

BRASILEIRÃO

Avaí respira com vitória simples e impede Cruzeiro de chegar ao G-6

23 JUL 2017Por FOLHAPRESS17h:14

Sem nunca ter vencido o Cruzeiro nos oito jogos em toda a história, o Avaí recebeu o time mineiro nesta tarde de domingo (23) e entrou para a história com uma vitória inédita. Com ótima atuação do goleiro Douglas, o triunfo veio com o gol de Júnior Dutra, em uma das poucas chegadas do time anfitrião ao ataque.

Com o resultado, o Leão vai aos 17 pontos e não deixa a zona de rebaixamento, mas respira e faz três pontos muito preciosos. Já o Cruzeiro estaciona nos 22 pontos e perde a chance de chegar no G-6 da competição. No próximo final de semana, o Avaí visita o Palmeiras e a Raposa recebe o Vitória.

JOGO

O Avaí não fez uma boa partida tecnicamente, mas foi muito eficiente na parte tática. E o principal motivo para a boa apresentação defensiva foi o desempenho do goleiro Douglas. Com ótimas defesas desde os chutes de longe até bolas venenosas, o camisa 22 teve suas intervenções comemoradas como gol pela torcida e foi peça essencial para a vitória anfitriã.

Apesar de jogar na condição de visitante, o Cruzeiro começou a partida com bastante personalidade, tocando bem a bola e agredindo com mais frequência. Contudo, Thiago Neves, Sóbis e Elber encontraram muitas dificuldades em um meio de campo congestionado e não conseguiram repetir as boas triangulações de jogos anteriores. Com uma posse de bola que chegou a 80%, a saída encontrada foi usar as laterais e arriscar de longe. Porém, mesmo com o vento a favor e o sol forte de frente para o goleiro Douglas, as finalizações, mesmo que boas, ficaram apenas no quase.

Sem a mesma qualidade que o Cruzeiro para avançar ao campo adversário, o Avaí passou os primeiros 20 minutos apenas se defendendo. Muito bem postado pelo meio, a equipe se segurou bem, mas atacava com mais vontade que técnica. Mesmo asism, a mistura deu certa e gerou o gol na primeira e praticamente única ação ofensiva no primeiro tempo. Pedro Castro furou na tentativa de completar o cruzamento rasteiro, mas Júnior Dutra aproveitou a sobra a abriu o placar. Só então o Leão ficou mais à vontade e se soltou um pouco mais em campo sem perder sua solidez defensiva.

Recuperado de uma torção no joelho direito que o deixou de molho por quase dois meses, o uruguaio De Arrascaeta voltou aos gramados depois de quase dois meses e incendiou a partida. Promovido no lugar de Lucas Silva, o meia deu o toque de criatividade que estava faltando ao time. Logo em sua primeira jogada, acertou um lançamento para Elber, que se chocou com o goleiro e pediu pênalti. Na sequência do lance, mais reclamação, agora por um toque no braço de Alemão, que impediu o chute de Sassá. No restante da partida, o Avaí deixou de criar e passou a depender das ótimas defesas do seu goleiro. Apesar da forte pressão, o Cruzeiro não conseguiu a igualdade e amargou a derrota.

AVAÍ
Douglas; Leandro Silva, Alemão, Betão e João Paulo; Judson, Simião (Lucas Otávio) e Pedro Castro; Juan (Rômulo), Júnior Dutra e Joel. T.: Claudinei Oliveira.

CRUZEIRO
Fábio; Lucas Romero, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Lucas Silva (De Arrascaeta); Thiago Neves (Rafael Marques), Élber, Rafael Sóbis; Sassá (Raniel). T.: Mano Menezes.

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Cartões amarelos: Simião e Judson (A)
Gols: Dutra (A), aos 22min do 1º tempo.

Leia Também