Terça, 20 de Fevereiro de 2018

Arena da Baixada

Atlético-PR arranca empate do Sport aos 52min do 2º tempo

9 AGO 2015Por Terra16h:15

Em um dos duelos mais aguardados e possivelmente mais emocionantes da rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético-PR buscou nos acréscimos um empate diante do Sport por 1 a 1, na Arena da Baixada, na luta por um lugar no G4. Com o resultado, os pernambucanos chegam aos 30 pontos, e seguem entre os líderes. Já o Furacão, com 29 pontos, desperdiçou a chance de ultrapassar o adversário.

Depois de muito estudo nos primeiros minutos, o Leão mostrou sua força e, após jogada de Diego Souza, Marlone apareceu para tocar para o fundo das redes e abrir o placar, aos 15 minutos do primeiro tempo. Os donos da casa tentaram buscar o empate, com maior volume de jogo, mas pararam em uma grande atuação do goleiro Danilo Fernandes. Até que, aos 52 minutos, Vilches, de cabeça, deixou tudo igual.

Na próxima rodada, o Atlético-PR enfrenta o Flamengo , quarta-feira, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Já o Sport encara no mesmo dia o Corinthians , na Arena Corinthians, em São Paulo.

A torcida atleticana atendeu a convocação e compareceu em grande número na manhã de domingo de Dia dos Pais. Em campo, no entanto, dar um presente não seria tarefa fácil para o time. Aos quatro minutos, o ataque do Furacão rondou a área do Leão, mas Nikão, de frente para o gol, adiantou demais a bola e desperdiçou a chance de arrematar. Aos nove minutos, Marcos Guilherme invadiu a área e bateu cruzado pela linha de fundo.

O jogo era bem disputado, com velocidade, mas muita marcação e passes errados. Até que, aos 15 minutos, Digo Souza passou pela defesa e, na sequência, Marlone apareceu para dar um toque no cantinho e abrir o placar para o Sport. Aos 19 minutos, Marlone invadiu a área, tentou o cruzamento fechado e Weverton defendeu. O Atlético parecia ter sentido o gol e não conseguia tocar a bola.

Mais uma chance para Marlone, aos 25 minutos, recebendo passe açucarado de Rithely e, na cara de Weverton, chutando para fora. Walter acordou e, aos 32 minutos, armou o chute, mas foi travado no momento certo por Rithely, que afastou a bola e deixou o atacante no chão. Depois do tempo técnico dado pela arbitragem, aos 36 minutos, o ritmo da partida caiu, com pouca emoção na Arena.

Para a etapa final, o Furacão voltou com Fernando Barrientos e Cryzan, para as saídas de Nikão e Bruno Mota. O time foi para o ataque, mas continuava apresentado as mesmas dificuldades no último toque. Aos 11 minutos, cruzamento para Walter, que não conseguiu o domínio, mas deixou a sobra para Barrientos, que chutou por cima da meta. O Atlético-PR dominava as ações, mas o Sport estava bem postado.

Bom lançamento para Walter, aos 17 minutos, e o atacante chutou rasteiro, exigindo boa defesa de Danilo Fernandes. Pressão atleticana, aos 22 minutos, com Hernández e Walter tabelando e servindo Marcos Guilherme, que bateu para defesa de Danilo Fernandes que, na sequência, parou o chute de Walter na pequena área. Aos 25 minutos, Vilches desviou de cabeça, mas a bola saiu fraca, fácil para o goleiro.

A posse de bola era totalmente atleticana, mas o nervosismo crescia no setor ofensivo, que desperdiçava as chances criadas. Aos 33 minutos, Cryzan pareceu pela direita mas, no momento de cruzar para Walter, recuou para Danilo Fernandes. Aos 42 minutos, Walter mandou para a área, Hernández ajeitou e Barrientos arrematou para um milagre de Danilo Fernandes. Nos acréscimos, Weverton ainda salvou chute de Diego Souza para evitar um placar mais elástico. Até que, aos 52 minutos, após cobrança de escanteio, Vilches serviu para empatar para festa da torcida.

Atlético-PR 1 x 1 Sport

Estádio : Arena da Baixada, em Curitiba (PR) 
Público : 27.392 pessoas 
Renda : R$ 744.755,00 
Horário : 11h (de Brasília) 
Árbitro : Anderson Daronco (Fifa-RS) 
Assistentes : Danilo Ricardo Simon Manis (Asp. Fifa-SP) e Luiz Claudio Regazone (Asp.Fifa-RJ)

Gols 
Atlético-PR : Vilches, aos 52 minutos do segundo tempo 
Sport : Marlone, aos 15 minutos do primeiro tempo

Atlético-PR : Weverton; Eduardo, Vilches, Kadu e Sidcley; Otávio (Daniel Hernández), Hernani e Bruno Mota (Fernando Barrientos); Marcos Guilherme, Nikão (Cryzan) e Walter 
Técnico : Milton Mendes

Sport : Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Danilo; Rithely, Rodrigo Mancha (Wendel), Diego Souza, Marlone e Élber (Ferrugem); André. 
Técnico : Eduardo Baptista

Leia Também