COPA AMÉRICA 2019

Argentina busca reabilitação contra o Paraguai

Colômbia joga pela vaga no Grupo B
19/06/2019 07:57 - RAFAEL RIBEIRO


 

Após dura derrota para a Colômbia na estreia da Copa América, a Argentina terá pela frente o Paraguai nesta quarta-feira (18), às 20h30 (de MS) no Mineirão, em confronto válido pela segunda rodada da fase de grupos do torneio sul-americano.

Em busca de recuperação na competição, os argentinos precisam garantir seus primeiros pontos no grupo B, que além de argentinos e paraguaios, conta com colombianos e cataris. No outro lado do confronto, o Paraguai entra em campo após empate decepcionante no Maracanã na primeira estreia. Jogando contra o Catar, os sul-americanos abriram 2 a 0 no placar mas sofreram o empate já no fim da partida.

No comando da Argentina, o treinador Lionel Scaloni deverá promover quatro alterações na equipe em relação à estreia. O lateral-direito Casco deverá entrar no lugar de Saravia, já o volante Pereyra na vaga Guido Rodríguez. Na frente, De Paul deverá assumir o papel de armação no lugar de Di Maria, e Lautaro Martínez o comando de ataque na vaga de Aguero.

Com isso, Messi será o único atleta experiente no ataque argentino. O camisa 10 terá apoio de Paredes, meia de 24 anos do PSG, Lo Celso, meia de 23 anos do Betis, De Paul, meia de 25 anos da Udinese e Lautaro Martínez, atacante de 21 anos da Inter de Milão.

No Paraguai, a grande novidade será a entrada do zagueiro do Palmeiras Gustavo Gómez, na equipe titular. Após cumprir suspensão na primeira partida, o defensor formará dupla com o ex-Corinthians Balbuena. Na frente, o atacante do Santos Derlis Gonzáles também deverá iniciar a partida.

Na história do confronto sul-americano, Argentina e Paraguai se enfrentaram 102 vezes, com 54 vitórias para os argentinos, 32 empates e 16 triunfos dos paraguaios. Na Copa América, as equipes se enfrentaram 24 vezes, com 19 vitórias argentinas e cinco empates. A equipe paraguaia busca quebrar o tabu nesta quarta-feira.

Colômbia joga pela classificação ante Catar

Depois de vencer a Argentina na Fonte Nova, em Salvador, a Colômbia disputa nesta quarta-feira, às 17h30 (de MS), seu segundo compromisso na Copa América. No Morumbi, a líder do Grupo B enfrenta o Catar e tenta carimbar sua classificação para a fase final.

Na primeira rodada, a Colômbia conquistou o melhor resultado possível para suas pretensões na Copa América. A equipe comandada por Carlos Queiroz enfrentou a Argentina, conseguiu neutralizar Messi e venceu por 2 a 0. Com isso, a seleção colombiana deu passo importante para se classificar como líder da chave.

“Tirando o Muriel, todos estão à disposição”, disse o português, que perdeu o atacante da Fiorentina por uma lesão no joelho ainda no primeiro tempo da vitória sobre a Argentina, na Fonte Nova.

Por outro lado, o Catar conseguiu buscar um resultado importante contra o Paraguai. No último domingo, no Maracanã, a seleção convidada saiu perdendo por 2 a 0 para os paraguaios, mas chegou ao empate no segundo tempo e somou seu primeiro ponto na competição.

Com uma vitória no Morumbi, a Colômbia carimbaria sua vaga nas quartas de final da Copa América, já que não poderia ser alcançada por outros dois times. Por outro lado, o Catar precisa de um resultado positivo para não enfrentar a Argentina na última rodada pressionado.

Além de buscar sua segunda vitória na competição, a Colômbia terá de redobrar o cuidado com cartões amarelos. Os atacantes Falcao Garcia e Zapata, o meia Cuadrado e o volante Lerma foram advertidos diante da Argentina e não jogam na última rodada caso sejam amarelados novamente. Pelo Catar, Salman, Madibo, Hassan e Khoukhi correm risco de não enfrentar a Argentina.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".