Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

MP do futebol

Árbitros protestarão contra veto de Dilma

8 AGO 2015Por band00h:00

A Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF) publicou uma nota de repúdio após a presidente Dilma Rousseff vetar um artigo da MP do futebol que destinaria 0,5% da receita que é de direito da arena para entidade. De acordo com informações do Esporte Notícia, da Rádio Bandeirantes, os juízes farão algum tipo de protesto durante os jogos do fim de semana.

Na nota, eles criticam a atitude de Dilma e afirmam que, apesar dela dizer que está ao lado dos trabalhadores, não toma medidas para beneficiá-los. Ainda não foi definida qual ação marcará o protesto dos profissionais durante as partidas.

Segundo Diário Oficial da União, o artigo foi vetado porque "embora medidas que busquem o aperfeiçoamento da arbitragem mereçam ser estimuladas, seu custeio por parcela decorrente do direito de arena não se revela mecanismo adequado para esse fim". 

No domingo, brasileiros marcaram de ir às ruas para protestar contra o atual governo. A ANAF também pretende se juntar a uma parte da população e demonstrar sua insatisfação com a política brasileira.

Em setembro de 2014, os árbitros ameaçaram paralisar o Campeonato Brasileiro por entenderam que os árbitros não eram respeitados e continuamente culpados pelos resultados. 

Confira a nota na íntegra:

Os árbitros de futebol do Brasil foram surpreendidos com o veto da presidenta Dilma Rouseff ao artigo da MP do futebol que concederia a categoria 0,5% dos valores referentes ao direito de arena.

A justificativa foi ridícula.

A ANAF repudia tal atitude da presidenta que é a líder de um governo que se dizia ao lado dos trabalhadores, mas que vem retirando conquistas históricas dos trabalhadores e ao mesmo tempo impedindo que novas sejam efetivadas.

A presidenta deixou claro que está ao lado dos “patrões da bola”. Deixou de valorizar os trabalhadores da arbitragem, não distribuindo de forma justa os bilhões que são movimentados pelo futebol brasileiro.

Desta forma, a ANAF se junta aos milhões de brasileiros que neste momento irão as ruas para protestar contra a política deste governo decadente e sem rumos, onde o jogo político está acima dos interesses da população.

Leia Também