CLÁSSICO

Árbitro relata ofensa de dirigente palmeirense

Árbitro relata ofensa de dirigente palmeirense
08/09/2015 00:00 - band


A arbitragem continua sendo assunto de muita polêmica no Campeonato Brasileiro. Após o Dérbi entre Palmeiras e Corinthians, neste domingo, o árbitro da partida, Raphael Claus, relatou na súmula que foi ofendido por um dirigente do clube alviverde.

“Informo que após o término da partida, enquanto passávamos pela zona mista sentido ao vestiário da arbitragem, o sr. Carlos Farto, identificado através de sua credencial da S.E. Palmeiras, nos dirigiu as seguintes palavras: ‘Você foi bem, mas é muito exibicionista, vai tomar no seu c...’”, escreveu o árbitro.

O dirigente em questão, Carlos Farto, é Carlos Alberto Balceiro Felipe Ferreira, diretor de sede do Palmeiras e conselheiro eleito em 2013 em chapa que apoiava o atual presidente Paulo Nobre.

No dia 22 de maio, a Comissão de Arbitragem enviou comunicado aos árbitros com orientações de como preencher corretamente as súmulas das partidas. Na carta, havia o pedido dos profissionais serem “curto, grosso e objetivo”. Tudo isso para evitar a absolvição de infratores no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva).

O dirigente do Palmeiras pode ser indiciado e julgado pelo STJD, mas o clube não deve sofrer nenhuma punição pelo episódio.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".