BRASILEIRÃO

Após rodada ruim, Vasco tem 95% de chances de cair

Após rodada ruim, Vasco tem 95% de chances de cair
24/08/2015 11:54 - BAND


 

A rodada não foi boa para o Vasco, que vê suas chances de rebaixamento no Campeonato Brasileiro subirem para 95%. Ao mesmo tempo em que foiderrotado por 2 a 0 pelo Goiás, um rival direto contra o descenso, o Gigante da Colina ainda sofreu com a vitória do Joinville diante do Fluminense e do Coritiba sobre a Chapecoense.

Neste momento, o Vasco está a nove pontos do Goiás, que subiu a 22 pontos e é o primeiro clube fora do Z4. A equipe do técnico Jorginho precisará de no mínimo duas rodadas só para alcançar o JEC, penúltimo na tabela, que está com 19 pontos, seis a mais que o clube carioca.

De acordo com o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, o Vasco tem 95% de chances de cair para a Segundona. O Avaí é o time que vem na sequência com maior probabilidade de queda. Após a derrota por 5 a 2 para o Santos, o Leão ficou com 20 pontos, entrou no Z4 e tem 64% de risco de queda. O Joinville fica com 58%, o Coritiba tem 45% e o Goiás, 43%, completando a lista dos cinco mais ameaçados pela Série B.

Na parte de cima da tabela, a vitória do Corinthians sobre o Cruzeiro por 3 a 0 fez as chances de título da equipe de Tite subirem de 61% para 67% em uma rodada. O Atlético-MG, que bateu o Palmeiras, vem logo atrás, com 14%, seguido do Grêmio, com 13%.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".