SÃO PAULO

Após reunião com a diretoria, Pintado acerta saída do São Paulo

Após reunião com a diretoria, Pintado acerta saída do São Paulo
21/07/2017 13:26 - FolhaPress


 

Menos de duas semanas após ser afastado da comissão técnica principal do São Paulo, Pintado não é mais funcionário do clube. A decisão foi tomada na noite da última quinta-feira (20), em reunião do ex-volante e auxiliar com dirigentes. A saída, de acordo com o clube, foi consensual e resolvida em conversa respeitosa.

Ídolo da torcida e integrante do time multicampeão comandado por Telê Santana no início da década de 1990, Pintado retornou ao São Paulo para ser membro da comissão técnica fixa em fevereiro do ano passado. Ele acompanhou Edgardo Bauza, Ricardo Gomes e Rogério Ceni, até ver Dorival Júnior optar por trabalhar somente com profissionais de sua própria comissão.

A diretoria, que já andava insatisfeita com a postura do auxiliar, decidiu afastá-lo do grupo principal. Ainda assim, houve uma oferta para que Pintado atuasse como uma ponte entre as categorias de base e o time profissional. A ideia não agradou ao ex-volante, que explicou aos dirigentes a incompatibilidade de projetos e entrou em acordo pela saída.

Dorival Júnior trabalha com Lucas Silvestre e Léo Porto como auxiliares, além de Celso Rezende como preparador físico. O técnico ainda indicou um novo preparador de goleiros: Marco Antônio Trucourt, o Marquinhos.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".