Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

terça, 19 de fevereiro de 2019 - 01h47min

DUELO DO PESO MÉDIO

Anderson Silva volta após 2 anos, perde e se afasta de cinturão do UFC

Foi a primeira luta do "Spider" após dois anos afastado do Ultimate

10 FEV 19 - 11h:34FOLHAPRESS

 Anderson Silva voltou ao octógono em um encontro de gerações e foi superado por aquele que muitos apontam como o seu "clone". Na madrugada deste domingo (10), o brasileiro foi derrotado por decisão unânime pelo nigeriano Israel Adesanya em duelo do peso médio na luta principal do UFC 234, em Melbourne, na Austrália. Foi a primeira luta do "Spider" após dois anos afastado do Ultimate.

O combate desta madrugada opôs dois lutadores de mesmo estilo. Anderson Silva, aos 43 anos, teve à frente Israel Adesanya, de 29. O nigeriano vinha de uma sequência de 15 vitórias consecutivas no Ultimate e manteve a invencibilidade diante de seu ídolo. O encontro se tornou a principal luta do evento após a desistência de Robert Whittaker, que enfrentaria Kevin Gastelum pelo título dos médios.

Diante de lutador que já foi bastante citado como o seu sucessor, Silva adotou uma postura mais conservadora no primeiro round. O brasileiro viu o nigeriano tomar a iniciativa de forma respeitosa com uma variação de tentativas de socos e chutes. Mesmo longe da melhor forma, Anderson mostrou agilidade para desviar dos golpes do adversário. No último round, apoiado pelos gritos do público, o ex-campeão dos médios tentou desestabilizar o nigeriano, que soube controlar o combate e confirmar o triunfo.

A luta em Melbourne marcou o retorno de Anderson ao UFC após dois anos. A última exibição do brasileiro havia sito em fevereiro de 2017, quando venceu Derek Brunson por decisão unânime. Depois disso, ele testou positivo para testosterona sintética (metiltestosterona) e diurético e agente mascarante (hidroclorotiazida) e ficou suspenso de novembro de 2017 a novembro de 2018.

Com o resultado, Silva se afasta da expectativa de ter uma nova chance de disputar o cinturão da categoria. O ex-campeão declarou antes da luta que Dana White, presidente do UFC, garantiu uma oportunidade para disputar o título em caso de vitória sobre Adesanya.

Brasileiros passam em branco antes da luta principal Antes de Anderson Silva, outros três brasileiros subiram ao octógono em Melbourne. No card principal, o paulista Marcos Mariano fez a co-luta contra o americano Lando Vannata em duelo no peso-leve e perdeu por finalização no primeiro round em sua estreia no evento. O brasiliense Rani Yahya foi derrotado pelo americano Ricky Simon por decisão unânime em confronto no peso-galo.

No card preliminar, Raulian Paiva também fez a sua estreia no Ultimate. O amapaense, que havia vivido um drama pessoal em outubro do ano passado, foi derrotado pelo neozelandês Kai Kara-France por decisão dividida em luta válida pelo peso-mosca (57kg).

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

FUTEBOL 2019

STJD suspende resultado de Aparecidense x Ponte na Copa do Brasil até julgamento

Cuca diz que pretende antecipar início do trabalho no São Paulo
FUTEBOL 2019

Cuca diz que pretende antecipar início do trabalho no São Paulo

Santos adota cautela em negociações para ter Pato
FUTEBOL 2019

Santos adota cautela em negociações para ter Pato

Na Moldávia, lutador de MS é finalizado e perde invencibilidade
MMA

Na Moldávia, lutador de MS é finalizado e perde invencibilidade

Mais Lidas