Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FUTEBOL

Alisson, Firmino e Marquinhos concorrem à Bola de Ouro

Alisson, Firmino e Marquinhos concorrem à Bola de Ouro
21/10/2019 18:59 - ESTADÃO CONTEÚDO


 

A revista francesa France Football anunciou nesta segunda (21) a relação de candidatos à Bola de Ouro. Entre os 30 finalistas há 3 brasileiros, o goleiro Alisson (Liverpool), o atacante Roberto Firmino (Liverpool), e o zagueiro Marquinhos (PSG).

O Brasil também tem representantes na disputa de melhor jogadora, a atacante Marta (Orlando Pride), e na de melhor jogador sub-21 (o Troféu Kopa), o atacante Vinícius Júnior (Real Madrid).

Bola de Ouro

Alisson, Firmino e Marquinhos terão adversários de peso na disputa pela Bola de Ouro, cujo vencedor será revelado no dia 2 de dezembro. Entre os candidatos está o argentino Lionel Messi (Barcelona) e o português Cristiano Ronaldo (Real Madrid). Mas chama a atenção a ausência na premiação do último vencedor, o croata Luka Modric (Real Madrid).

Disputa feminina

Já a rainha Marta terá 20 adversárias na disputa entre as mulheres. As suas principais concorrentes são a norte-americana Mega Rapinoe (Reign FC), que conquistou a edição 2019 do prêmio The Best (concedido pela Fifa à melhor jogadora da temporada), e a norueguesa Ada Hegerberg (Lyon), que ficou com a Bola de Ouro feminina em 2018.

Prêmio Kopa

Por fim, o atacante Vinícius Júnior está na disputa do Troféu Kopa, que é concedido ao melhor jogador sub-21 da temporada. Nesta disputa ele enfrenta feras como o atacante português João Félix (Atlético de Madri) e o zagueiro holandês De Ligt (Juventus).

Felpuda


Alguns políticos estão se aproveitando deste momento preocupante de pandemia para sugerir projetos oportunistas que, em alguns casos, são de resultados extremamente duvidosos. O mais interessante – para não dizer outra coisa – é que se for analisado o desempenho normal dessas figuras, verifica-se que essa preocupação toda nunca esteve no topo das suas prioridades. Ano eleitoral é assim mesmo. Lamentável!