Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

UFC 212

Aldo luta no Rio para consolidar domínio e começar uma vida nova no UFC

3 JUN 2017Por FolhaPress16h:04

José Aldo volta ao octógono neste sábado (3), pelo UFC 212, no Rio de Janeiro, para fazer sua primeira defesa de cinturão desde a derrota para Conor McGregor. A luta contra o campeão interino Max Holloway, no entanto, vale muito mais do que "apenas" o cinturão dos penas (até 65, 8 kg). Uma vitória sobre o havaiano, além de consolidar o domínio do brasileiro na categoria, pode render uma vida nova ao lutador manauara dentro da organização.

Depois de entrar em conflito com Dana White e até mesmo ameaçar se aposentar e deixar o UFC, Aldo voltou atrás, mas deixou claro que, a partir daquele momento, teria uma outra postura com a organização. No entanto, isso só deve acontecer em caso de vitória sobre Max Holloway.

A irritação de Aldo começou quando Conor McGregor, então campeão dos penas, teve seu pedido aceito para disputar o cinturão dos leves (até 70,3 kg) sem abrir mão do título da categoria de baixo -e sem sequer ter feito uma defesa na divisão inferior. O brasileiro já havia tentado fazer isso anos atrás, mas, segundo ele, sempre era impedido pela organização.

Agora, no entanto, a postura é outra. Aldo já declarou que quer dar as cartas na organização, pedindo e negando lutas, assim como Conor McGregor faz. O brasileiro também disse já ter em mente qual será seu futuro no UFC: quer lutar em outras categorias e, principalmente, fazer superlutas.

"Antes você tinha um campeão que fazia tudo para eles, que abaixava a cabeça, aceitava qualquer coisa que vinha pela frente. Hoje em dia, não. Agora a gente viu que eles abriram um caminho para que a gente possa escolher lutas, então é isso que eu quero", disse nesta semana em um evento com a imprensa.

"Fazer uma superluta é o meu maior desejo hoje. Sempre quis fazer isso, quero me testa em outras categorias, vamos ver. Depois que vencer, vou sentar com Dedé (Pederneiras, empresário) e ver o que fazemos. Já temos alguns nomes em mente, mas isso é para depois daqui", completou.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também