Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Pesquisa

Vendas do comércio fecham
com queda de 2,5% no Estado

No acumulado dos últimos 12 meses, retração no varejo chegou a 5,6%

14 JUN 17 - 04h:00Renata Prandini

O comércio varejista de Mato Grosso do Sul fechou o primeiro quadrimestre com queda nas vendas. Somente no mês de abril,  houve um recuo nas vendas de 2,5% em comparação com mês anterior, segundo apontou Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Conforme o levantamento, o comércio encerrou o mês de abril com 86,3 pontos, contra 89,7 que haviam sido registrados em março. No acumulado dos últimos 12 meses, o resultado é ainda maior, 5,6%. Consequentemente, houve queda na receita, que registrou variação mensal negativa em 1,7%  (índice de 103,8).

O comportamento apresentado pelo comércio varejista  sul-mato-grossense foi diferente do registrado no País, que fechou o quadrimestre com alta nas vendas. Conforme a pesquisa, as vendas do comércio varejista subiram 1% em abril na comparação com março e 1,9% em relação ao mesmo período do ano passado. É a melhor alta registrada no mês de abril em 9 anos. Os setores de supermercados e vestuário impulsionaram o crescimento. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (13) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). As informações são da Agência Brasil.

O crescimento de abril acontece depois de dois meses consecutivos de queda, período em que acumulou retração de 1,6%. Apesar do crescimento de março para abril, as vendas do comércio fecham os primeiros quatro meses do ano com queda acumulada em termos de volume de vendas de 1,6% frente a igual período do ano passado, mas com crescimento de 1,5% no mesmo período em relação à receita nominal do setor.
Embora tenha registrado queda no mês de abril, nos acumulados do ano e dos últimos 12 meses, a receita nominal permanece com variação positiva, de 0,6% e 1,5%, respectivamente.

Reportagem completa está na edição de hoje do Correio do Estado.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

INSS suspende 3,2 mil benefícios por indícios de fraude em MS
PENTE FINO

INSS suspende 3,2 mil benefícios por indícios
de fraude em MS

Pagamento do 13º do Bolsa Família soma R$ 42 milhões em MS
BENEFÍCIO

Pagamento do 13º do Bolsa Família soma R$ 42 milhões em MS

Carnes podem continuar subindo até fim de janeiro ou início de fevereiro, diz FGV
SEU BOLSO

Carnes podem continuar subindo até fim de janeiro ou início de fevereiro, diz FGV

Fiscais defendem gratificação de “produtividade” para aposentados
VERBA EXTRA SOB AMEAÇA

Fiscais defendem gratificação de “produtividade” para aposentados

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião