Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

PESQUISA

Turistas que vem ao Estado gastam mais de R$ 1 mil

Setor emprega mais de 29 mil pessoas em Mato Grosso do Sul

14 NOV 19 - 18h:00SÚZAN BENITES

Quase metade dos turistas que vem a Mato Grosso do Sul estão dispostos a gastar mais de R$ 1 mil em atrativos turísticos. É o que aponta a pesquisa elaborada pelo Sebrae-MS e pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio (IPF-MS) que apresenta o perfil de consumo dos turistas que visitam o Estado.

A pesquisa ‘Turismo no MS: Comportamento de consumo do turista’,  foi divulgada nesta quinta-feira (14) em Campo Grande. De acordo com o levantamento, a fatia que pode gastar mais de R$ 1 mil corresponde a 47,64% dos entrevistados. Em seguida estão os 19,81%, que estavam dispostos a desembolsar entre R$ 501 a R$1 mil. Já os que pretendiam gastar entre R$ 201 a R$ 500 em atrativos turísticos somam 14,15% e outros 9,43% dos respondentes gastariam até R$100.

O levantamento foi realizado nas três principais regiões com atrativos e estrutura turística do Estado: Campo Grande, Bonito e Pantanal. O estudo aponta que os destaques, em Mato Grosso do Sul,  são o turismo de lazer, com ecoturismo e pesca, e turismo de eventos e negócios.

Segundo a analista técnica do Sebrae-MS e economista, Vanessa Schmidt, o estudo mostra possibilidades para o setor no Estado, que hoje já emprega mais de 29 mil pessoas conforme dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do Ministério do Trabalho. “Tanto o turismo de Bonito quanto Corumbá tem atrações mais estruturadas e que permitem que o turista tenha uma faixa maior de gastos. Já em Campo Grande é diferente, a maioria dos turistas tendem a permanecer pouco tempo na cidade e são do próprio Estado, que vem em busca de serviços de saúde, a trabalho, ou eventos locais”, informou Vanessa.

EMPRESAS

Conforme o último levantamento da RAIS do Ministério do Trabalho, mais de 4.600 empresas atuam no Turismo em Mato Grosso do Sul. Para entender os principais desafios e estratégias dos empresários, a pesquisa analisou também o comportamento e as expectativas de quem empreende no setor.

Em Campo Grande, as estratégias mais utilizadas para permanecer no mercado são parcerias com outros empresários e redução de custos de operação da empresa, como redução das diárias, uso de energia fotovoltaica, entre outros.

Já em Bonito, considerado o principal destino dos turistas, os empreendimentos apostam no diferencial do atendimento e na utilização do voucher para a organização entre os segmentos. Por fim, em Corumbá, o foco fica no turismo de pesca e de fronteira com a Bolívia.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Excesso de emendas desfigura reforma da previdência
SERVIÇO PÚBLICO

Excesso de emendas desfigura reforma da previdência

Prefeitura garante pagamento do 13º salário no dia 20
SERVIDORES MUNICIPAIS

Prefeitura garante pagamento do 13º salário no dia 20

ECONOMIA

Dólar recua para R$ 4,18 e tem menor nível desde 13 de novembro

Alta no preço da carne alavanca aumento da cesta básica
CAMPO GRANDE

Alta no preço da carne alavanca aumento da cesta básica

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião