Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

JUSTIÇA

Toffoli derruba decisão de Marco Aurélio sobre ativos da Petrobras

O ministro atendeu a um pedido liminar feito pelo PT

12 JAN 19 - 15h:30AGÊNCIA BRASIL

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, suspendeu hoje (12) a decisão individual do ministro Marco Aurélio que dificultava a venda de parte dos ativos da Petrobras. O pedido de suspensão foi feito pela Advocacia-Geral da União (AGU). 

A decisão de Marco Aurélio foi proferida no dia 19 de dezembro do ano passado, no início do período de recesso no Supremo. O ministro atendeu a um pedido liminar feito pelo PT para suspender a vigência do Decreto 9.355/2018, editado pelo ex-presidente Michel Temer em abril do ano passado, que estabeleceu regras para a venda dos direitos de exploração de campos de petróleo e gás e das empresas subsidiárias da estatal. 

Ao analisar o recurso da AGU, Dias Toffoli entendeu que decisão do colega prejudica a empresa e impede, por exemplo, a formação de uma joint venture (parceria) com outras empresas do setor de óleo e gás. Na avaliação do ministro, as parcerias são indispensáveis para o compartilhamento de riscos da atividade complexa exercida pela Petrobras. 

“Compreendo que o caso configura hipótese de excepcional concessão da ordem de suspensão, ante a iminente ameaça de violação à ordem pública, no caso, o risco de gravíssimo comprometimento das atividades do setor de petróleo do país”, decidiu o ministro.

Em dezembro, ao suspender o decreto presidencial, Marco Aurélio entendeu que o presidente da República não tem competência legal para estabelecer as regras do setor por meio de decreto. 

A liminar de Toffoli terá validade até 27 de fevereiro, quando do plenário da Corte deverá decidir se a decisão será referendada pelos demais integrantes da Corte. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Gastos com Páscoa devem injetar <br>R$ 138,3 milhões na economia de MS
ECONOMIA

Páscoa deve injetar R$ 138,3 milhões na economia de MS

Arrecadação federal tem <br>crescimento real de 5,36%
DADOS OFICIAIS

Arrecadação federal tem
crescimento real de 5,36%

Empresa de energia é condenada <br>a melhorar prestação de serviços
ELEKTRO

Empresa de energia é condenada a melhorar prestação de serviços

CDL estuda acionar Justiça para evitar mais perdas dos lojistas
ATRASOS

CDL estuda acionar Justiça para evitar perdas de lojistas

Mais Lidas