Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

PORTO MURTINHO

Terminal portuário será construído por grupo de empresários argentinos

Investimento inicial será de R$ 110 milhões e operação em 2020

12 ABR 19 - 14h:15ALINE OLIVEIRA

Durante reunião realizada na quinta-feira (11), o grupo argentino Navios South American Logistics solicitou ao titular da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, pedido de licença ambiental para instalação do terminal portuário em Porto Murtinho. 

Conforme divulgado pela Semagro, a Navios Logísticas projeta a construção de um porto multimodal para grãos e líquidos, com investimento inicial de R$ 110 milhões e estimativa para iniciar as operações em dezembro de 2020.  

De acordo com Verruck, a manifestação oficial da empresa  em relação ao empreendimento consolida o plano estratégico do Estado de promover o desenvolvimento hidroviário para reduzir custos e assegurar competitividade a produção de Mato Grosso do Sul no mercado internacional. 

“Os investimentos em infraestrutura portuária mostram que o governo tomou uma decisão correta ao criar em 2005 o Programa de Estímulo à Exportação ou Importação (Proeip), fomentando o transporte pela hidrovia com incentivos fiscais e reabrindo o terminal de Murtinho, fechado há oito anos”, disse ele: “Hoje trabalhamos em um projeto ainda maior, com a consolidação da rota bioceânica, que também passará pela mesma região.”

NOVA PARANAGUÁ

O secretário considerou o projeto da Navios Logísticas arrojado, observando a determinação do grupo em iniciar as operações em um curto espaço de tempo – em dezembro de 2020.

Citou que a estrutura a ser montada é multifuncional e contará com quatro tanques de 15 mil metros cúbicos cada, dando suporte às importações de derivados de petróleo, além de atender as demandas da refinaria a ser instalada no Estado com nafta e outros insumos.

“Quando o Estado tem uma política clara de incremento em logística os investimentos em infraestrutura são uma consequência, e Porto Murtinho hoje é a demonstração disso, com três grandes projetos de novos terminais em andamento”, ressaltou. “Com certeza, Murtinho se tornará a nova Paranaguá de Mato Grosso do Sul, concentrando o maior volume de exportações e importações de grãos, insumo e líquidos pelo Rio Paraguai”, completou.

O terminal com modelo de suporte e design de última geração terá capacidade para 80 mil toneladas de grãos (três silos e um armazém), além da estrutura de tancagem, com sistema ágil e eficiente de carga e descarga simultâneo e três posições independentes de barcaças. A estrutura prevista, conforme o projeto, vai agilizar o transbordo e reduzir a demora na movimentação das cargas no pátio e o tempo de trânsito na hidrovia.

“Estamos entusiasmados com a perspectiva de logística e negócios com esse porto”, afirmou o diretor-executivo do grupo, Cláudio Lopez, após se reunir com o secretário Jaime Verruck.

“É uma região de potencial crescimento em infraestrutura e comércio, e acreditamos que reduzindo custos e acrescentando eficiências na cadeia de logística melhoraremos o poder da produção de Mato Grosso do Sul, além de gerar empregos”, acrescentou o empresário.

*Com informações Assessoria de Comunicação

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

"Concorrência pressiona aumento na bomba", afirma Sinpetro
REAJUSTE COMBUSTÍVEIS

"Concorrência pressiona aumento", afirma Sinpetro

Empresários defendem que preço precisa cobrir custos de transporte
PREÇO TABELADO

Preço mínimo do frete tem que cobrir custos de transporte

MINISTRO DA ECONOMIA

Plano de Guedes para gás mais barato encontra resistência na Petrobras

Ele tem prometido dar um "choque de energia barata"
Em MS, 212,5 mil contribuintes ainda não declararam Imposto de Renda
ÚLTIMOS DIAS

Em MS, 212,5 mil contribuintes ainda não declararam Imposto de Renda

Mais Lidas