Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BOSQUE DOS IPÊS

Shopping vai pagar só metade do IPTU; centro de convenções ganha isenção

Prefeitura de Campo Grande concendeu vários benefícios fiscais ao centro comercial
17/09/2019 10:24 - EDUARDO MIRANDA


 

A prefeitura de Campo Grande concedeu à Calila Administração e Comércio, empresa responsável pelo Shopping Bosque dos Ipês, desconto de 50% no valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) cobrado em todo o complexo empresarial, que tem 58 mil metros quadrados de área construída e 38 mil metros quadrados de área locável. Os benefícios fiscais foram concedidos por meio do Programa para Incentivos ao Desenvolvimento Econômico e Social (Prodes), e vão além do desconto no IPTU. 

O Centro de Convenções Bosque dos Ipês, empreendimento que tem a previsão de gerar aproximadamente 10 empregos, ficará isento do pagamento de IPTU pelos próximos 10 anos. Este setor do shopping, adaptado do espaço onde funcionava o Hipermercado Wal-Mart, tem 5,6 mil metros quadrados de área construída. 

Um terceiro incentivo fiscal concedido ao Shopping Bosque dos Ipês pela prefeitura de Campo Grande, diz respeito à redução para 2% do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) sobre as obras de construção do empreendimento.

Sobre o desconto de 50% no IPTU a todo o complexo empresarial, o extrato de termo de compromisso entre a Calila e a prefeitura da Capital, publicado no Diário Oficial de Campo Grande desta terça-feira (17), estende o benefício a todas as lojas. “(O desconto) deverá alcançar todas as lojas, espaços de uso comum (corredores e áreas técnicas), estacionamento, praça de alimentação e pontos comerciais que recolham Imposto Predial e Territorial dentro do condomínio do centro comercial devendo os condôminos serem informados igualmente deste benefício em comunicação a ser definida e realizada pela beneficiária”, atesta a publicação. 

Para completar a lista de benefícios concedidos ao Shopping Bosque dos Ipês, a Fundação Social do Trabalho (Funsat), comprometeu-se a intermediar e qualificar a mão de obra para os funcionários do local. 
O termo de compromisso é assinado pelo prefeito de Campo Grande, Marcos Trad, pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Herbert Assunção de Freitas, pelo secretário de Finanças, Pedro Pedrossian Neto e pelos representantes da empresa que administra o shopping: Fabrício Monteiro Cavalcante e Aderson Couto Uchoa.

CENTRO
Desde 2018, quando as obras de revitalização da Rua 14 de Julho tiveram início, os comerciantes da região pedem ao município benefício semelhante, como o desconto no IPTU. Ainda não há acordo sobre a concessão desta vantagem, como a extensão a outras áreas ou centros comerciais de Campo Grande. 
As partes envolvidas na assinatura do termo de compromisso foram procuradas pelo Correio do Estado. Até a publicação da reportagem, elas ainda não haviam se manifestado, ou comentado a concessão de incentivos.

Felpuda


Mensagens trocadas por aí mostram que deverá “virar moda” políticos anunciarem que testaram positivo para a Covid-19. E sem medo de dizer que isso é porque o presidente Jair Bolsonaro anunciou ter sido infectado, e aí essa tchurminha estaria interessada também em ganhar holofotes. Porém, ressaltam que, como não se pode duvidar de coisa séria, o jeito é desejar “restabelecimento”. E não deixam de lembrar que o risco é a população descobrir que não fazem a menor falta. Essa gente...