Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

segunda, 18 de fevereiro de 2019 - 05h17min

ANTIGO OUTLET

Shopping rural poderá iniciar
operação a partir de março

Empreendimento abrigará lojas do setor rural

11 FEV 19 - 04h:00ALINE OLIVEIRA

O projeto do Shopping Outlet, que deverá ser agora um shopping do agronegócio de Campo Grande, poderá operar no próximo mês. A estimativa é do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia e Agronegócio (Sedesc), Abrahão Malulei Neto. Ele ressalta que o empreendimento começou a ser feito em 2014, com investimento inicial de R$ 30 milhões e  localizado entre as saídas de Sidrolândia e Aquidauana, no núcleo industrial do Indubrasil.

Em outubro do ano passado, o grupo empresarial responsável reformulou a proposta e as 115 lojas passarão a comercializar produtos agropecuários, estabelecendo-se como o primeiro shopping rural do Estado. Conforme os proprietários, serão comercializadas desde sementes até aeronaves agrícolas.

Segundo o titular da Sedesc, a mudança de segmento foi uma decisão positiva, pois a matriz econômica do Estado propicia espaços como o shopping. “O empreendimento atrairá grandes negócios para nossa cidade, por isso acredito que a decisão de focar no segmento agropecuário foi acertada. A previsão é de que as atividades tenham início em março”, antecipa.

MAIOR RIGOR 
O secretário acrescenta que Campo Grande vem se tornando o centro das atenções na Região Centro-Oeste do País. “Percebemos que os empresários têm avaliado o potencial da Capital e do Estado. Então, as propostas que recebemos variam do setor alimentício até a fabricação de carros. Por isso, temos que aproveitar esse bom momento para firmarmos parcerias que resultarão na geração de empregos e no desenvolvimento local”, conclui.

APROVAÇÃO 
Na semana passada, na primeira reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Campo Grande (Codecon), foram aprovados quatro projetos com previsão de investimentos na casa de R$ 80 milhões e criação de 225 novos empregos em Campo Grande.
As empresas beneficiadas estão nas áreas de combustíveis, perfis metálicos, papel, agropecuária, entre outros.

BALANÇO 
Já em 2018, o Codecon realizou 12 reuniões, aprovando 40 projetos com previsão de investimentos na casa de R$ 146 milhões e criação de 897 novos empregos.
No mesmo período, a Câmara Municipal aprovou 18 projetos oriundos do Codecon e todos eles foram imediatamente sancionados pelo prefeito Marcos Trad, injetando R$ 160 milhões na economia local e criando 805 novos postos de trabalho.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Novos portos vão investir R$ 250 milhões em Murtinho
ECONOMIA

Novos portos vão investir R$ 250 milhões em Murtinho

Polo Empresarial Oeste é alvo de diagnóstico da Prefeitura
ECONOMIA

Polo Empresarial Oeste é alvo de diagnóstico da Prefeitura

PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS

Após três quedas seguidas, gasolina volta a subir em Campo Grande

Etanol apresentou redução e diesel ficou estável
Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul
ECONOMIA REGIONAL

Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul

Mais Lidas