Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

dinheiro extra

Senado aprova projeto que autoriza
resgate de R$ 8,6 bi em precatórios

5 JUL 17 - 18h:18FOLHAPRESS

O Senado aprovou nesta quarta-feira (4) um projeto de lei que permite a incorporação da verba destinada ao pagamento de precatórios não sacados por dois anos. O texto, aprovado na Câmara em junho, segue agora para sanção presidencial.

Esses recursos são a principal aposta do governo para obter receitas extraordinárias no curto prazo e desbloquear parte do Orçamento na revisão que será divulgada no fim deste mês.

O projeto permite que o governo incorpore às suas receitas os valores de precatórios vencidos há mais de dois anos e que não sacados por seus beneficiários. Precatórios são dívidas decorrentes de decisões judiciais.

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), relator do projeto, esclareceu que, embora o governo esteja incorporando esses recursos à sua receita, o dinheiro será devolvido aos beneficiários assim que houver a solicitação.

Na avaliação da área econômica, a aprovação da medida resultará na injeção de R$ 8,6 bilhões para os cofres do governo imediatamente.

O governo visa elevar o orçamento para cumprir despesas que estão sem recursos. Um exemplo é a paralisação da emissão de passaportes pela Polícia Federal, que na semana passada deixou de produzir os documentos alegando falta de orçamento.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Redução de 25% em salários de servidores será votada em 2020
SENADO

Redução de 25% em salários de servidores será votada em 2020

COSTA BRASILEIRA

Caixa começa a pagar auxílio emergencial a pescador na próxima segunda

ECONOMIA

Bolsonaro veta distribuição total de lucro do FGTS para trabalhadores

Empresas não terão de pagar multa de 10% do FGTS a partir de 2020
FGTS

Empresas não terão de pagar multa de 10% do FGTS a partir de 2020

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião