Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ECONOMIA

Safra recorde de milho pode ser de 11 milhões de toneladas em MS

Estimativa inicial foi superada após ajuste de área plantada
15/08/2019 16:46 - GLAUCEA VACCARI


 

Safra de milho de Mato Grosso do Sul deste ano, que tinha sido estimada inicialmente em 10 milhões de toneladas, deve ser ainda maior. Segundo dados divulgados pelo Projeto Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (SIGA/MS) apontam média de 88 sacas por hectare, o que deve resultar em uma colheita de 11.475 milhões de toneladas de milho, o que representa aumento de 46,4% em relação ao colhido na safra passada, que foi de 7,838 milhões de toneladas.

Conforme o Siga, o ajuste na área plantada é o principal fator que deve contribuir para o resultado. Até a semana anterior, a soma das lavouras totalizava 1.918 milhões de hectares e, com inclusão de novas lavouras, que somam 255 mil hectares, área total do milho para essa safra chega a 2.173 milhões de hectares no Estado.

Boletim do Siga explica que foi realizado mapeamento de uso e ocupação do solo, por meio de sensoriamento remoto a partir de imagens e, desta forma, ajustou-se a área e se chegou aos novos números.

Além da produção recorde, também houve ligeira valorização, de 0,34%, no preço médio da saca de 60 quilos do milho no período entre 5 e 12 de agosto, sendo cotado a R$ 73. Na Capital, no entanto, houve retração de -1,73%.

Quanto a colheita, a região norte do Estado já tem 97% da safra colhida; na centro são 79,7% e na região sul colheita já chega a 75,9%. Ritmo também está mais acelerado no comparativo com o ano passado, quando nesta mesma época, pouco mais da metade das lavouras estava colhida. 

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.