AGRICULTURA

Safra de grãos soma 16 mi de toneladas, 4º recorde seguido

Produção de milho safrinha chega a 8,8 milhões de toneladas e da soja, 7,17 milhões
12/09/2015 00:00 - DA REDAÇÃO


 

Com câmbio favorável e números recordes na produção, área e produtividade, a safra de grãos se torna um oásis em meio ao deserto da retração econômica. Em Mato Grosso do Sul, a safra 2014/15 soma 16,55 milhões de toneladas de grãos, informou ontem a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em seu 12º e último levantamento desta safra.

Esse volume, que corresponde ao quarto recorde consecutivo, ocorre em um momento de disparada do dólar, o que torna atrativas as commodities brasileiras e acelera o ritmo da comercialização. Até o momento, os produtores do Estado já venderam o total de 12 milhões de toneladas de soja e de milho nesta safra. 

A atual safra sul-mato-grossense de grãos completa o quarto recorde seguido em produção e o quinto em área e em produtividade. Estão sendo colhidos, neste ano, 16,55 milhões de toneladas de grãos, 42% acima do volume da safra 2011/12 (11,61 milhões de toneladas), quando teve início a trajetória de altas consecutivas. Em se tratando de área, os recordes seguidos têm início na safra 2010/11 (2,965 milhões de hectares) – desde então, a área avançou 36%, alcançando, neste ano, 4,043 milhões de hectares.

(*) A reportagem, de Osvaldo Júnior, está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".