Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

NEGÓCIO BILIONÁRIO

Russos querem incentivos fiscais dados à Petrobras para assumir UFN3

Azambuja disse que reunião para discutir a questão será realizada em julho

19 JUN 19 - 14h:44GLAUCEA VACCARI E IZABELA JORNADA

Conglomerado russo Acron, que deve concluir em setembro o processo de compra da Unidade de Fertilizantes Unidade de Fertilizantes Nitrogenados 3 (UFN3), em Três Lagoas, quer receber os incentivos fiscais dados pelo governo do Estado à Petrobras. Na segunda quinzena de julho, representantes do grupo virão ao Estado discutir a questão, segundo informou hoje o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

“Eles [os russos] disseram que em julho, na segunda quinzena, vão estar aqui, já para sentar com o Governo do Estado, já com o cronograma de como será a negociação, como será a retomada dos investimentos, qual o montante de investimentos, volume de recursos e pediram que eles querem discutir o incentivo fiscal, porque o incentivo foi dado à Petrobras. Então nós teríamos que fazer uma transferência desse incentivo à empresa compradora da UFN3”, disse Azambuja.

Ainda segundo o governador, a administração estadual está aberta a discussão e aguardará quais serão os pontos apresentados pelos representantes da Acron, para bater o martelo sobre a conclusão da UFN3.

Os incentivos fiscais isentam de impostos estaduais a aquisição da estrutura e dos maquinários para conclusão da obra. O negócio entre a estatal brasileira e a companhia da Rússia é de R$ 8,2 bilhões.

Quando a Petrobras paralisou as obras da UFN3, em dezembro de 2014, a obra estava 83% concluída.

secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruc, informou nesta semana que os representantes da Acron no Brasil ficaram animados com as decisões judiciais que liberaram o negócio, e agora a expectativa é de que até setembro a venda das unidades seja concluída.

Desta forma, a construção da fábrica recomeçaria no primeiro semestre de 2020, e as operações estão programadas para ter início em 2022.

* Colaborou Rafael Ribeiro

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

RECEITA FEDERAL

Cerca de 700 mil contribuintes caíram na malha fina em 2019

Dólar tem sexta queda seguida e recua para R$ 4,12
MENOR NÍVEL EM UM MÊS

Dólar tem sexta queda seguida e recua para R$ 4,12

INSS suspende 3,2 mil benefícios por indícios de fraude em MS
PENTE FINO

INSS suspende 3,2 mil benefícios por indícios
de fraude em MS

Pagamento do 13º do Bolsa Família soma R$ 42 milhões em MS
BENEFÍCIO

Pagamento do 13º do Bolsa Família soma R$ 42 milhões em MS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião