Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

OUTRA CHANCE

Prorrogado até setembro,
Refis negociou R$ 21 milhões

Câmara estendeu prazo de negociação até 10 de setembro

14 AGO 19 - 09h:09NATALIA YAHN

Após renegociar R$ 7 milhões em um só dia – na segunda-feira (12), até então o prazo final estabelecido –, totalizando R$ R$ 21.715.577,43 em dívidas, a Prefeitura de Campo Grande decidiu prorrogar o prazo do Programa de Pagamento Incentivado (PPI). Com aval da Câmara Municipal, o Refis, como é mais conhecido, segue até o dia 10 de setembro. 
Inicialmente, o Executivo encaminhou o projeto em regime de urgência, adiando o prazo para o dia 31 de agosto. Mas na Casa de Leis, os vereadores aprovaram uma emenda para que a prorrogação valesse durante os dez primeiros dias do mês que vem. A mudança levou em consideração as datas de pagamento dos trabalhadores e, com isso, a maior possibilidade de contribuintes interessados em negociar dívidas. 

Durante o mês extra para negociação, será mantido o desconto, que chega a 90% no pagamento à vista. 
O Refis terá validade assim que publicado no Diário Oficial de Campo Grande. Por isso, ao contrário do cenário de segunda-feira (12) – antes considerado o último dia oficial do programa –, com filas que tomaram a calçada e muita espera, ontem a central de atendimento estava vazia.

INCENTIVO

A prorrogação tem por objetivo oferecer mais uma vez a oportunidade para que os contribuintes inadimplentes regularizem os débitos que neles possam ser atribuídos, decorrentes de créditos tributários e não tributários constituídos ou não, inclusive os inscritos em Dívida Ativa, ajuizados ou não, com a exigibilidade suspensa ou não, em razão de fatos geradores ocorridos até 31 de dezembro de 2018.

A Prefeitura entende que o Refiz incentiva o contribuinte a retomar sua capacidade de investimentos, propiciando condições para que a Fazenda Pública Municipal possa receber créditos de difícil recuperação. Além disso, tal medida possibilita, como política eventual e excepcional, arrecadação de montante de créditos tributários significativos como receita própria aos cofres públicos.

 O Refis abrange todos os tributos cobrados pelo município – Imposto sobre Serviços (ISS), Imposto sobre a Transmissão de Bens Móveis (ITBI), taxas públicas e, principalmente, o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). 

O programa oferece desconto de 90% na atualização monetária, dos juros de mora incidentes sobre o valor do crédito tributário e multa de pagamento à vista. Para o parcelamento em até seis meses, a remissão chega a 75%. Já para quem dividir os débitos em 12 vezes, o desconto será de 30%.

A Prefeitura de Campo Grande têm hoje mais de 195 mil contribuintes com algum tipo de atraso, e esta dívida chega num montante de aproximadamente R$ 2,2 bilhões em parcelas em aberto. Isso vai desde débitos ajuizados pela Procuradoria-Geral do Município (PGM) a também débitos não ajuizados.

SERVIÇO

A oportunidade de quitar dívidas em atraso junto à prefeitura também é para os contribuintes que possuem imóveis em Campo Grande e residem em outras cidades de Mato Grosso do Sul e do País.

Para quem mora fora da Capital, a prefeitura disponibiliza o telefone (67) 4042-0581, ramal 3082. O telefone é exclusivo para as pessoas quem moram em outras cidades.

A Central do IPTU fica no complexo do Paço Municipal, localizada na Rua Arthur Jorge, 500, Centro. O local funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, sem intervalo para o almoço. (Com Eduardo Penedo)

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Mulher de barão do carro apela por ajuda de Bolsonaro

Vereadores discutem políticas pelo acesso ao 1º emprego de jovens
CAMPO GRANDE

Vereadores discutem políticas pelo acesso ao 1º emprego de jovens

ECONOMIA

Caixa e Banco do Brasil iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep

Sem aval da União, Campo Grande está impedida de fazer empréstimo
RISCO

Sem aval da União, Capital está impedida de empréstimos

Mais Lidas