Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

REAJUSTE

Preço do botijão de gás sobe 7%<br> a partir de hoje no Estado

Aumento médio nas refinarias será de 6,7%
08/06/2017 07:00 - DA REDAÇÃO


 

Gás de cozinha fica, em média, 7% mais caro em Mato Grosso do Sul a partir de hoje, em função de nova política de preços para o produto, comercializado em botijões de até 13 quilos e de uso residencial, anunciada ontem pela Petrobras.

De acordo com a estatal, a aplicação de nova fórmula de preços para o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP-P13) implicará um aumento médio nas refinarias de 6,7% neste mês.

Já de acordo com informações do Sindicato do Gás de Mato Grosso do Sul, a composição final do índice de reajuste para o gás de cozinha no Estado agora em junho deve-se ainda à incorporação da pauta fiscal do combustível, que entrou em vigor no dia 1º com reajuste, além do aumento de tributos.

Ainda conforme a nova política de preços da Petrobras, o gás de cozinha terá alta de preços todos os meses.

Com o aumento, o preço médio do botijão em Campo Grande deve passar de R$ 65,00 para R$ 70,00 (valores defasados em cerca de menos 13%, segundo o sindicato, em decorrência de forte concorrência no mercado local). Já no Estado, o valor passará de R$ 70,00 para R$ 75,00.

*Leia reportagem, de Daniella Arruda, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Felpuda


Pré-candidato pode estar sendo “fritado” sem ao menos perceber. Redes sociais que têm estreitas ligações com ex-cabecinhas coroadas e que prometeram apoio estão enaltecendo que só certo pré-candidato de outro partido. Quem conhece as ditas figurinhas de, digamos, outros carnavais, acredita que está em curso operação sorrateira para mudar internamente os rumos da futura campanha. Trocando em miúdo: ceder a cabeça de chapa.