Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CONSUMIDOR

Postos têm 10 dias para justificar aumento no preço da gasolina

Procon analisa se há reajuste foi feito de forma abusiva

12 AGO 15 - 18h:43GABRIEL MAYMONE

Os 30 postos de combustíveis notificados pela Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/MS) terão 10 dias para apresentar ao órgão de defesa do consumidor suas justificativas em relação ao aumento no valor cobrado pelos combustíveis nas bombas de abastecimento. O objetivo é saber a razão que levou o aumento no preço da gasolina e demais combustíveis, que assustaram os consumidores.

Para o coordenador de fiscalização do Procon/MS, Erivaldo Marques Pereira, o objetivo é fazer a análise técnica de cada justificativa apresentada para ver se há a presença de alguma irregularidade nesse tipo de procedimento. “Vamos aguardar 10 dias para que os postos enviem suas justificativas sobre o aumento do preço da gasolina e dos outros combustíveis ao consumidor, fazer a análise técnica da documentação para ver se houve ou não irregularidade”, disse.

Se for constatado algum tipo de irregularidade, o Procon/MS poderá abrir um procedimento administrativo contra os postos, aplicar multas ou mesmo suspender a atividade do estabelecimento irregular.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Antes de levar Linguiça de Maracaju a todo o país, empresa uniu família
SELO NACIONAL

Antes de levar Linguiça de Maracaju a todo o país, empresa uniu família

Programa de renegociação vai gerar  R$ 59,3 milhões em 2019 à prefeitura
RECUPERAÇÃO

Programa de renegociação vai gerar R$ 59,3 milhões em 2019 à prefeitura

Linguiça de Maracaju recebe certificado e poderá ser vendida em todo Brasil
ECONOMIA

Linguiça de Maracaju recebe certificado e poderá ser vendida em todo Brasil

ECONOMIA

Exportações de carne podem fechar 2019 com resultado recorde

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião