Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

crédito

Penhora de joias cresce
9,44% no semestre em MS

De janeiro a junho, foram R$ 191 milhões em operações na Caixa

2 AGO 17 - 06h:30DA REDAÇÃO

O prolongamento da recessão econômica além do previsto e o esgotamento dos recursos ou crédito fizeram com que a população recorresse, cada vez mais, ao penhor para conseguir dinheiro para pagar as contas.

Conforme informações da Caixa Econômica Federal, o volume de operações de penhor teve crescimento de 9,44% no primeiro semestre, em comparação com o mesmo período do ano passado.

De janeiro a junho deste ano, informou a Superintendência Regional do banco, foram emprestados R$ 191 milhões em Mato Grosso do Sul. O volume é R$ 17 milhões superior em comparação com o mesmo período do ano anterior, quando as operações de penhor movimentaram R$ 174 milhões.

Para o economista Thales de Souza Campos, presidente do Conselho Regional de Economia de Mato Grosso do Sul, o aumento nas operações de penhor é consequência da macroeconomia, que continua em recessão.

“O penhor é a última alternativa. O primeiro é usar o dinheiro que se tem para pagar as contas. Esse dinheiro não deu. Então, ele usa o crédito que existe. Você compra e fica devendo. Aliás, dever não é o problema, o defeito é não ter dinheiro para pagar, que gera a inadimplência. Sem dinheiro ou crédito na praça, a alternativa é penhorar o que se tem”, completou. Esse índice, completou o economista, pode ainda ser maior. 

*Leia reportagem, de Renata Prandini, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

FUNCIONAMENTO SEXTA

Febrabam informa que agências bancárias funcionarão na sexta (21)

Contas com vencimento no dia 20 de junho serão pagas sem juros
Estado pretende solicitar  R$ 1,2 bilhão em crédito
PLANO MANSUETO

Estado pretende solicitar R$ 1,2 bilhão em crédito

Banco Central mantém juros básicos no menor nível da história
ECONOMIA BRASILEIRA

Banco Central mantém juros básicos no menor nível da história

COMPANHIA AÉREA

Procon notifica Gol sobre promoção de passagem a R$ 3,90

Companhia tem 24 horas para responder ao Procon

Mais Lidas