Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

alíquota

Pauta fiscal de combustível recua
no dia 1º de setembro no Estado

Preços médios terão redução de até 10 centavos nas bombas

25 AGO 2017Por DA REDAÇÃO07h:00

Pela segunda vez seguida, após o governo federal reajustar as alíquotas do imposto PIS-Cofins sobre a gasolina, óleo diesel e etanol no País, pauta fiscal dos combustíveis terá reajuste em Mato Grosso do Sul, mas desta vez pode trazer impacto de até 10 centavos a menos por litro para o bolso do motorista a partir do dia 1º de setembro.

De acordo com tabela de preços médios publicada ontem no Diário Oficial da União pela Comissão Técnica Permanente  (Cotepe) do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), esta é a estimativa de queda para o preço médio da gasolina aditivada — de R$ 5,3976 para R$ 5,2953 (-1,90%).

Também deve recuar em seis centavos o preço médio da gasolina comum (de R$ 3,8826 para R$ 3,8277, diferença de 1,41%) e em quatro centavos o do etanol (de R$ 3,0201 para R$ 2,9710, queda de 1,63%).

Em contrapartida, haverá aumento de 0,66% para o óleo diesel — de R$ 3,4408 para R$ 3,4183, o equivalente a três centavos por litro — e de 1,04% para o diesel S-10, de R$ 3,5190 para R$ 3,555.

Dentre os combustíveis que tiveram alteração da pauta fiscal, a maior alta foi observada para o querosene de aviação. Em relação ao ato Cotepe anterior, o preço médio por litro deve ficar 14 centavos mais caro, avançando de R$ 2,1483 para R$ 2,2803 (aumento de 6,14%).

*Leia reportagem, de Daniella Arruda, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também