Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

ECONOMIA

Para governador, Estado tem “enorme competitividade” no setor florestal

Azambuja destacou melhorias no escoamento e projetou novas indústrias

5 SET 17 - 16h:18JONES MÁRIO E BÁRBARA CAVALCANTI

Durante o aniversário de 182 anos da Polícia Militar na manhã de hoje (5), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse que Mato Grosso do Sul tem “enorme competividade” no setor florestal da economia.

“Eu acho que o que o governo está fazendo é, principalmente, tendo um regramento institucional e qualitativo com as cadeias produtivas e Mato Grosso do Sul tem uma enorme competitividade desse setor”, disse.

O mandatário destacou melhorias na malha rodoviária para escoamento da produção.

“Nós fizemos uma grande recuperação, principalmente do setor rodoviário estadual. Inúmeras rodovias foram reconstruídas, nós conversamos com o setor florestal para dar competitividade a eles, melhorando essas vias de escoamento de produção. A Fibria começou operar a linha 2 em segmento experimental e no dia 25 ou 26 vamos ter uma visita com toda a diretoria”, continuou Azambuja.

No fim de agosto, a Fibria, empresa produtora de celulose, deu início a operação de sua nova fábrica em Três Lagoas, com capacidade de produção de 1,95 milhão de toneladas de celulose de eucalipto por ano.

Somando a primeira unidade, já em funcionamento, a empresa passou a ter capacidade de produção de 3,25 milhões de toneladas de celulose/ano, o que faz da operação da Fibria no Mato Grosso do Sul uma das maiores fábricas do mundo no ramo.

O govrnador também exaltou a participação de empresas de geração de energia de biomassa participando no leilão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e projetou a inauguração de novas indústrias.

“Nós teremos 12 empresas de geração de energia de biomassa participando no leilão da Aneel, para tentar trazer atrativos de geração de energia de biomassa, a inauguração, nos próximos meses, da primeira fábrica de MDF de Mato Grosso do Sul, e também de trazer um caldeamento do setor moveleiro para o Mato Grosso do Sul, oportunidade de emprego e renda”, revelou.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Ministra quer menos protecionismo para fortalecer agricultura mundial
ECONOMIA

Ministra quer menos protecionismo para fortalecer agricultura

MERCADO FINANCEIRO

Dólar fecha praticamente estável na expectativa por agenda carregada da semana

PIB

Governo deve reduzir previsão de crescimento da economia em 2019

Rombo da previdência estadual aumentará 50% no próximo ano
PROJEÇÃO GOVERNO

Rombo da previdência estadual aumentará 50%

Mais Lidas