Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

JUCEMS

Abertura de empresas cresce 6,6% no Estado

Até novembro, 5,9 mil novos negócios começaram atividade em MS
23/12/2018 12:15 - DANIELLA ARRUDA


 

Mato Grosso do Sul teve crescimento de 6,6% na abertura de empresas de janeiro a novembro deste ano, de acordo com dados da Junta Comercial do Estado (Jucems). Em 11 meses, foram 5.972 novos empreendimentos iniciando atividade no Estado, ante 5.601 negócios no mesmo período de 2017. O número é o maior desde 2014, quando 6.297 empreendimentos abriram as portas no Estado (comparando o período janeiro a novembro).

 Somente em novembro, mês em que a Junta Comercial passou a funcionar 100% on line, foram 459 novas empresas constituídas. No comparativo com o mês anterior (548 registros) e com o mesmo mês de 2017 (471 requerimentos), foram observados recuos, respectivamente de -16,2% e -2,5%.

Quanto à extinção de empresas, 3.093 empreendimentos encerraram as operações em Mato Grosso do Sul no intervalo de 11 meses, frente a 2.615 no mesmo período de 2017 (+18,2%).

Já no comparativo de novembro deste ano com o mesmo mês de 2017, houve queda de 5,5%, passando de 234 para 221 negócios. Em relação a outubro (328 encerramentos), também foi observada retração, de -32,6%.

A busca por alterações de empresas também apresentou trajetória de alta entre janeiro e novembro no Estado. Foram ao todo 21.413 alterações realizadas pela Jucems no período, diante de 20.391 no ano passado. No comparativo de novembro deste ano com igual período do ano passado, o número de alterações cresceu 8,4%, saindo de 1.663 para 1.803. No entanto, este número ainda ficou 13,6% abaixo do registrado em outubro (2.087).

Filiais
Em se tratando das filiais, o Estado abriu 1.609 empresas desta modalidade até o 11º mês do ano, o que equivale a aumento de 57,6% na comparação com 2017 (1.021 filiais). Somente em novembro, foram 161 empresas dessa modalidade entrando em atividade em MS.

 As extinções de filiais somaram 728 registros de janeiro a novembro de 2018, também representando alta em relação a 2017, quando foram fechadas 515 empresas (41,3%). Quando considerado apenas o mês de novembro, as filiais fechadas foram 43, número menor que no mesmo mês de 2017 (45). 

O número de alterações solicitadas para filiais alcançou 1.310 registros, crescimento de 73,7% em relação ao mesmo período do ano passado (754). Somente em novembro, foram 107 alterações.

 

Felpuda


As conversas vêm acontecendo muito, mas muito reservadamente mesmo, e dão conta de que suplente poderá receber convocação, assumir a titularidade do cargo e por lá ficar por tempo indeterminado. Como é óbvio, tem gente jurando que nunca ouviu nem sequer falar sobre o assunto. O motivo não seria nada ligado a possíveis atos de irregularidades, mas sim por problemas de ordem pessoal.