Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

R$ 74,9 milhões

Novas indústrias recebem
incentivos para abrir 200 vagas na Capital

Seleção de emprego vai acontecer por meio da Funsat

30 AGO 17 - 06h:00DA REDAÇÃO

O Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (Codecon) aprovou incentivos fiscais e extrafiscais para três empresas instalarem ou ampliarem empreendimentos já existentes em Campo Grande, somando investimentos de R$ 74,9 milhões.

Os negócios devem gerar 200 empregos na Capital, entre postos de trabalho diretos e indiretos.

Entre os projetos aprovados, o de maior valor, R$ 67,8 milhões, é para a implantação da unidade da Só Concreto Construtora Ltda., empresa do ramo de construção civil.

Com a estimativa de empregar 20 trabalhadores, além de criar outros 120 empregos indiretos, a empresa foi atendida com a doação de área pública municipal, redução para 2% do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) sobre as obras de construção e isenção de 50% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) por sete anos.

A seleção da mão de obra a ser usada no empreendimento será por meio de convênio a ser firmado com a Fundação Social do Trabalho (Funsat), conforme consta no processo. 

*Leia reportagem, de Daniella Arruda, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ECONOMIA

Exportações de carne podem fechar 2019 com resultado recorde

Prefeitura prorroga Refis e quer arrecadar mais R$ 7 milhões
NOVA OPORTUNIDADE

Prefeitura prorroga Refis
e quer arrecadar mais R$ 7 milhões

Nova decisão confirma Paper Excellence como majoritária da Eldorado Celulose
DECISÃO PROVISÓRIA

Nova decisão confirma Paper Excellence como majoritária da Eldorado Celulose

Queda no preço da arroba do boi não chega aos açougues
CARNE

Queda no preço da arroba do boi não chega aos açougues

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião