terça, 17 de julho de 2018

BALANÇA

MS recupera exportações com dólar em alta e força do agronegócio

No mês aumento nas vendas externas ficou em 10,7%

8 AGO 2015Por DA REDAÇÃO00h:00

A trajetória de alta cambial fez disparar as exportações de grãos por Mato Grosso do Sul. A receita com o milho cresceu 16 vezes no mês passado em relação a igual período de 2014. Quanto à soja, a variação no mesmo comparativo foi de 84,94%. Com o desempenho dessas commodities, o Estado quebrou, em julho, a sequência de quedas nas exportações. O valor originado das vendas externas somou US$ 546,735 milhões em julho deste ano, 10,7% acima do montante de igual mês de 2014. Nos meses anteriores, os resultados foram negativos na comparação com os mesmos períodos do ano passado. 

Essa recuperação das vendas externas decorre do comportamento do câmbio. Com a desvalorização do real frente ao dólar, as commodities brasileiras se tornam mais competitivas (porque ficam mais baratas no mercado internacional), atraindo o interesse dos compradores. O resultado foi uma disparada histórica das exportações de soja e milho. De acordo com dados do Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior via Web (Aliceweb), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), a receita com as vendas externas de milho totalizou US$ 35,808 milhões em julho de 2015 em Mato Grosso do Sul. O montante é muito elevado para o período de um mês. Na comparação com julho de 2014, cuja receita foi de US$ 2,132 milhões, a alta, no mês passado, foi de 1.579%. A quantidade correspondente majorou em 1.866%, de 10,251 mil toneladas (julho de 2014) para 201,563 mil toneladas (julho de 2015). 

As exportações da soja também foram fomentadas pelo câmbio. No mês passado, o valor das vendas somou US$ 244,137 milhões, 84,94% acima dos US$ 132,008 milhões contabilizados em julho de 2014. O volume avançou 148% no mesmo comparativo: de 258,517 mil toneladas para 641,578 mil toneladas.   

*A reportagem, de Osvaldo Júnior, está na edição de hoje do Jornal Correio do Estado.

 

Leia Também