Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 16 de outubro de 2018

CRISE

Mercado faz ajustes e preços de imóveis caem até 30% na Capital

Mudanças na economia colocaram freio no frenesi que caracterizava o setor imobiliário

25 JAN 2015Por DA REDAÇÃO00h:00

As mudanças nos humores da economia colocaram um freio no frenesi que caracterizava o setor imobiliário. Em Campo Grande, os preços de imóveis estão recuando para não comprometer o ritmo das vendas. Na avaliação de fontes do setor, os valores estão passando por ajustes após os anos de especulação. “Muitos imóveis estão, agora, com preço real de mercado”, afirma o presidente do Sindicato dos Corretores de Imóveis de Mato Grosso do Sul (Sindimóveis), James Antônio Gomes, que estima redução entre 20% e 30%. Segundo ele, esse comportamento foi provocado pelo baixo crescimento econômico dos últimos anos. 

Na avaliação de Gomes, com a retração da economia, as pessoas, de modo geral, estão descartando imóveis supervalorizados. Isso não significa, conforme o corretor, que as vendas estejam fracas. “Só não vende, se o imóvel estiver acima do preço”, enfatiza. Essa pressão da demanda obriga os investidores a redefinirem os valores de suas propriedades. “Eles [os proprietários] estão caindo na real e reajustam os preços para baixo”, afirma o presidente do Sindimóveis. 

A reportagem, de Osvaldo Júnior, está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também