Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CONSÓRCIO BRASIL CENTRAL

Mercado Comum e alíquotas únicas
devem demorar três anos

MS mais 5 estados e DF enviam projetos até 30 de setembro

5 AGO 17 - 04h:30DA REDAÇÃO

A criação de um mercado Comum do Brasil Central, com a unificação de alíquotas de impostos de produtos dos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Goiás, Maranhão, Rondônia e o Distrito Federal, poderá se tornar realidade em um prazo de dois a três anos.

O projeto para criação deste mercado comum será enviado às Assembleias Legislativas – até 30 de setembro deste ano.

A definição foi feita ontem durante os trabalhos do Fórum Brasil Central, que reuniu governadores, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, e o presidente do BNDES, Paulo Rabello, em Campo Grande.

Entre os produtos que terão Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) unificado estão: produtos agropecuários, cigarros, joias, cosméticos, perfumaria, energia, cerveja, refrigerantes, etanol, gasolina, diesel, que hoje têm a tributação livre a cada estado.

“Nós temos uma discussão importante, que é o Mercado Comum do Brasil Central, que passa por um trabalho que está sendo finalizado, de unificação de alíquotas, pertinente a todos os Estados, com uma fase de transição, para que se tenha uma unicidade de alíquotas”, enfatizou o governador de Mato grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB).

Na reunião de ontem, segundo ele, foi definido que o acordo será fechado no próximo encontro do consórcio, em Rondônia. 

*Leia reportagem, de Daniella Arruda, na edição de sábado/domingo do jornal Correio do Estado.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

RECEITA FEDERAL

Cerca de 700 mil contribuintes caíram na malha fina em 2019

Dólar tem sexta queda seguida e recua para R$ 4,12
MENOR NÍVEL EM UM MÊS

Dólar tem sexta queda seguida e recua para R$ 4,12

INSS suspende 3,2 mil benefícios por indícios de fraude em MS
PENTE FINO

INSS suspende 3,2 mil benefícios por indícios
de fraude em MS

Pagamento do 13º do Bolsa Família soma R$ 42 milhões em MS
BENEFÍCIO

Pagamento do 13º do Bolsa Família soma R$ 42 milhões em MS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião