Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CAMPO GRANDE

Maio teve o menor índice de famílias endividadas e inadimplentes no ano

Reduções são reflexo de controle financeiro e entrada de FGTS inativo, diz pesquisa

5 JUN 17 - 15h:31GLAUCEA VACCARI

Número de famílias endividadas caiu em maio e atingiu o menor índice neste ano em Campo Grande, com 54,5%. Dados são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), divulgados hoje pela Fecomércio.

Segundo o presidente do Instituto de Pesquisa da Fecomércio, Edison Araújo, além de ser o menor índice no ano, indicador também é o mais baixo dos últimos 16 meses.

“Desde janeiro de 2016, o índice não era tão baixo, mas o que mais anima é a redução dos indicadores de inadimplência”, disse.

Com relação a inadimplência, 29,9% dos campo-grandenses disseram ter contas em atraso, contra 34,2% em abril.

Desse total, 14,2% disseram que não terão condições de pagar as dívidas que já estão atrasadas, índice que também é menor em comparação com o mês anterior, que era de 14,2%.

“Acreditamos que estas reduções possam refletir o maior controle financeiro das famílias e especialmente a entrada do FGTS de contas inativas”, disse Edison.

Cartão de crédito continua sendo o principal meio de endividamento, somando 59,6% das dívidas. Outros tipos de dívida são com carnês (25%), financiamento de carro (15,5%), crédito pessoal (14,2%) e financiamento de casa (9,5%),

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Conselho de agrotóxicos elabora plano para controle de pragas em MS
CORREIO RURAL

Conselho de agrotóxicos elabora plano para controle de pragas em MS

Contribuinte com dívida poderá pagar Prefeitura com terreno
SEM SONEGAR IMPOSTO

Prefeitura agora pode receber terreno de devedores

Empréstimo de R$ 25 milhões pode financiar modernização do fisco
CAMPO GRANDE

Empréstimo de R$ 25 milhões pode financiar modernização do fisco

MS pode ter R$ 181 milhões <br>com antecipação do pré-sal
DIA DECISIVO

MS pode ter R$ 181 milhões com antecipação do pré-sal

Mais Lidas