Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

Resultados

Lucro líquido do BNDS chegou a
R$ 1,34 bilhão no primeiro semestre

No mesmo período de 2016, o resultado havia ficado negativo em R$ 2,17 bi

14 AGO 2017Por G117h:03

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) registrou lucro líquido de R$ 1,34 bilhão no primeiro semestre deste ano, revertendo prejuízo de R$ 2,17 bilhões em igual período de 2016, informou o banco nesta segunda-feira (14).

O resultado bruto do banco com participações societárias foi positivo em R$ 1,42 bilhão no período ante perda de R$ 4,92 bilhões no primeiro semestre de 2016.

Segundo o BNDES, a redução de 92,7% com perdas em investimentos e o maior retorno proporcionado pela carteira de renda variável foram as principais contribuições do resultado de participações societárias.

No primeiro semestre, o patrimônio líquido teve redução de R$ 5 bilhões, reflexo do ajuste de avaliação patrimonial negativo das carteiras de participações em sociedades não coligadas e de títulos e valores mobiliários, que alcançou R$ 4,22 bilhões, e do pagamento de dividendos complementares relativos ao lucro líquido de 2016, no valor de R$ 2,12 bilhões.

Dessa forma, o total de dividendos pagos ao Tesouro Nacional, relativos ao lucro de 2016, alcançou R$ 3,64 bilhões, atingindo o limite de 60% previsto na nova política de dividendos do BNDES aprovada no início deste ano.

Assim, o patrimônio líquido do BNDES totalizou R$ 50,17 bilhões ao final do primeiro semestre.

O banco decidiu ainda que fará no segundo semestre deste ano cálculos para verificação do valor recuperável -- o chamado teste de impairment- dos papéis da JBS "devido à grande volatilidade no valor das ações da empresa".

Essa volatividade se dá desde maio, quando foi divulgada a conversa gravada pelo dono da JBS, Joesley Batista, com o presidente Michel Temer, que levou o presidente a ser denunciado por organização criminosa, obstrução de Justiça e corrupção passiva.

Em relação à carteira de crédito e repasses líquida, houve redução de 4,6% no período, equivalente a R$ 27,83 bilhões, porque as liquidações das operações superaram os desembolsos realizados no período e devido ao aumento de R$ 4,16 bilhões da provisão para risco de crédito. Com isso, a disponibilidade financeira cresceu 58,2% no primeiro semestre de 2017.

O presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, disse o banco é "muito lucrativo", durante evento em São Paulo nesta segunda-feira. "Nós tentamos não pedir subsídio pra ninguém no banco.

O banco tem como principal meta defender a boa aplicação do dinheiro público, daí o baixo grau de calote nas nossas operações porque nossos clientes são muito bem selecionados e o banco nunca teve que se socorrer de verbas de subsídios para fechar suas contas", afirmou.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também