Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONSULTA ABERTA

Lote de restituição do Imposto de Renda contempla 37,9 mil em MS

Valor a ser liberado no Estado totaliza R$ 45.382.932,17
09/09/2019 15:31 - GLAUCEA VACCARI, COM AGÊNCIA BRASIL


Quarto lote de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física 2019 contempla 37.944 contribuintes em Mato Grosso do Sul, totalizando o valor de R$ 45.382.932,17. Consulta ao lote foi liberada hoje (9) e o crédito bancário será realizado no dia 16 de setembro. O lote de restituição contempla também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018.

A consulta para saber se a declaração foi liberada pode ser feita acessando a página da Receita na internet. O contribuinte também pode ligar para o Receitafone 146 e informar o CPF e a data de nascimento. Se estiver incluído no lote, a situação da declaração será “crédito enviado ao banco”.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte deve ligar nos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) ou ir a uma agência do Banco do Brasil para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Os lotes de restituição são liberados mensalmente. O Fisco libera os pagamentos por ordem de chegada da declaração. Isso significa que quem entregou a declaração mais cedo, recebe a restituição primeiro. 

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la pela internet.

Em todo o Brasil, o crédito bancário será feito para 2.819.522 contribuintes, totalizando R$ 3,5 bilhões.

Felpuda


Apesar de ainda fazer certo charme no estilo “se chamar, vou pensar” é praticamente certo que ex-candidato ao governo do Estado nas eleições passadas não participará da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Nos meios políticos é falado que não se trata de “novidade” e que não haverá mais cavalo encilhado passando na sua frente. Ele ainda insinua que poderá voltar em 2022, mas há quem diga que não precisará pensar, pois faltará a tal da “chamada”.