ORÇAMENTO

LDO do Estado prevê R$ 1,954 bi <br>a outros poderes

Recurso é 0,68% menor do que o deste ano
22/07/2017 04:30 - DA REDAÇÃO


O governador Reinaldo Azambuja sancionou, ontem, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que prevê R$ 13,897 bilhões para o orçamento de 2018 do Estado.

O recurso é 0,68% menor do que o deste ano, R$ 13,991 bilhões e ainda menor que 2016. No ano passado, a meta orçamentária havia sido de R$ 13,926 bilhões, 021% superior ao previsto para o ano que vem. 

Ainda conforme a LDO, o sistema previdenciário deve fechar com deficit de R$ 955,188 milhões no próximo ano, considerando as receitas, despesas e o saldo financeiro do exercício de 2017, também negativo.

A LDO prevê duodécimo de R$ 1,954 bilhão. Para os poderes serão repassados, R$  290 milhões para a Assembleia Legislativa, R$ 275 milhões para o Tribunal de Contas e R$ 804 milhões para o Tribunal de Justiça. Ministério Público e Defensoria Pública terão R$ 400 milhões e R$ 185 milhões respectivamente.

As instituições têm até 18 de agosto para encaminhar suas propostas orçamentárias ao órgão central de orçamento, por meio do Sistema de Planejamento e Finanças, para consolidação com as propostas dos demais órgãos e entidades da Administração Estadual.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".