Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

Projeções revistas

Governo admite reduzir expectativas de crescimento da economia para 2017

28 JUN 2017Por G114h:31

A estimativa do governo para o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil neste ano deve ser revisada para baixo nas próximas semanas, segundo informações do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. A piora nas expectativas acontece em meio a incertezas em torno da crise política envolvendo o governo de Michel Temer.

A previsão anterior era de que a economia cresceria 0,5% neste ano. Essa projeção já era uma redução, visto que a estimativa anterior era de 1%.

Segundo o ministro, o impacto das incertezas da crise política na formação das expectativas também fará o governo revisar a projeção de ritmo de crescimento da economia no final do ano. Antes, a previsão de crescimento do PIB no 4º trimestre na comparação com o ano passado era de 2,7%. Nesta quarta, o ministro disse que agora prevê 2% "na margem".

As declarações foram feitas pelo ministro em São Paulo em entrevista coletiva realizada nesta tarde.

Aumento de impostos

Meirelles voltou a dizer que, se necessário, o governo aumentará impostos para garantir o cumprimento da meta fiscal. O ministro, no entanto, afirmou que ainda não há nenhuma decisão definitiva nesse sentido.

Questionado por jornalistas se o governo pretende aumentar as Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE), Meirelles disse que ainda não há decisão tomada.

Na semana passada, Meirelles já havia dito que existe a possibilidade de aumentar impostos, se o governo julgar necessário.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também