Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 24 de setembro de 2018

Reajuste

Gás de cozinha terá primeira alta do ano
e custará, em média, R$ 80 em MS

Reajuste é adequação de perdas sofridas pelas distribuidoras em 2017

14 MAR 2018Por DANIELLA ARRUDA16h:32

Gás de cozinha terá primeira alta do ano a partir desta quinta-feira (15) em Mato Grosso do Sul e ficará até R$ 3,00 mais caro, chegando à média de R$ 80,00 em Campo Grande.

De acordo com informações do Sindicato das Micro, Pequenas Empresas e Revendedores Autônomos de GLP do Estado (Simpergasc/MS), o reajuste é uma adequação das perdas sofridas pelas distribuidoras em 2017, em função da absorção dos consecutivos aumentos promovidos pela Petrobras. 

Outros custos, como alta dos fretes, manutenção dos vasilhames, alta nos insumos e aumento de salários, ambém foram incluídos no aumento, conforme nota repassada pela Associação Brasileira dos Revendedores de GLP (Asmirg-BR) a seus associados nesta semana, para justificar a elevação.

“A alta de preços da Petrobras foi de 56% no ano passado; em dezembro a estatal baixou os preços do gás em 4% e neste ano não tinha havido aumento. Em abril já tem outra alta prevista e será a primeira da Petrobras, dentro da nova política trimestral de ajuste de preços promovida pela empresa”, explicou Vilson de Lima, presidente do sindicato. Ainda conforme o dirigente, o repasse será imediato e vale a partir de zero hora desta quinta-feira.

ANP

De acordo com levantamento de preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do botijão de gás em Campo Grande fechou em R$ 76,36 na semana encerrada no último dia 10 deste mês. O maior preço encontrado pela agência na Capital foi de R$ 79.

No Estado, o preço médio nas bombas pesquisadas em Mato Grosso do Sul está em R$ 75,65, enquanto o maior preço é de R$ 90.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também