Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 12 de dezembro de 2018

TRÊS LAGOAS

Fábrica de fertilizantes completa
quatro anos sem conclusão

Empresários e trabalhadores alegam que receberam calote do consórcio

8 DEZ 2018Por ALINE OLIVEIRA09h:01

As obras da  Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN 3) da Petrobras, em Três Lagoas, completam quatro anos no mês de dezembro, porém, não foram concluídas. 

O empreendimento que recebeu R$ 3 bilhões de investimentos está parado e ainda prejudicou empresas e trabalhadores da construção civil que atuaram no início da edificação.

A informação apurada pelo JP News é de que no dia 10 de dezembro de 2014, a estatal rescindiu contrato com o consórcio formado pelas empresas Sinopec e Galvão Engenharia, responsáveis pela obra. Os serviços prestados não foram pagos a dívida soma R$ 36 milhões, somente para os prestadores de Três Lagoas.

Junto a outros fornecedores de outras cidades brasileiras, a dívida chega a R$ 120 milhões com as empresas, além de 1,5 mil trabalhadores aguardarem para receber direitos de rescisão. 

Em setembro do ano passado, a Petrobras anunciou a venda da fábrica e iniciou negociação com o grupo empresarial russo Acron Group - um dos maiores do mundo na produção fertilizantes minerais.

Mas, decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que questiona dispositivos da Lei das Estatais para venda de controle acionário de empresas, suspendeu o processo, em julho deste ano, exigindo aprovação da venda pelo Congresso Nacional. 

*Com informações do JP News

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também