Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ECONOMIA

Estado e município devem pagar R$ 2,2 bilhões aos servidores

Os mais de 81,6 mil funcionários do Estado recebem o depósito do salário de novembro nesta terça
03/12/2019 10:30 - SÚZAN BENITES


 

Os servidores municipais e estaduais recebem pelos próximos 30 dias os pagamentos referentes ao mês de novembro, dezembro e 13° salário. Para o governo do Estado, as três folhas significam R$ 1,9 bilhão bruto. A prefeitura deve desembolsar cerca de R$ 380 milhões no período. Somados, os valores representam a injeção de R$ 2,28 bilhões no período de pouco mais de um mês.

Os mais de 81,6 mil funcionários do Estado recebem o depósito do salário de novembro hoje, conforme anunciado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Isso quer dizer que os valores cairão nas contas bancárias dos trabalhadores nas primeiras horas de quarta-feira (4), conforme anunciou em coletiva o governador, enquanto o 13º será depositado no dia 18 de dezembro e de forma integral, uma vez que o prazo para fazer o pagamento parcelado terminou no dia 30 de novembro, conforme a lei.

Em janeiro, os servidores estaduais receberão no dia 3. O governador ressaltou os esforços do poder público para conseguir repassar o dinheiro de uma única vez, sem precisar dividir, como fizeram outros estados. “A nossa obrigação está sendo cumprida. Eu não gosto de comparar com outros estados, mas poucos deles estão conseguindo pagar o servidor em dia. Isso mostra que vale a pena tomar medidas amargas e até impopulares, mas que são necessárias”, afirmou Azambuja.

Os três vencimentos brutos somam R$ 1,9 bilhão. Porém, levando em consideração os descontos legais, os montantes somam R$ 1,43 bilhão. Esses valores são importantes para a economia, já que ajudam a movimentar o comércio durante o Natal e o Ano Novo.

O secretário especial de governo, Carlos Alberto de Assis, já havia antecipado ao Correio do Estado que a intenção era pagar a folha em uma só data, em dezembro. Em outubro, o próprio governador já havia garantido que o 13º salário dos servidores públicos estaduais seria pago em dezembro, sem depender de repasses da União.

FALTA RECURSOS

A prefeitura havia antecipado ao Correio do Estado que depositaria a folha de pagamento referente a novembro na sexta-feira (6) e o 13° no dia 20 de dezembro. Segundo o prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), serão necessários R$ 90 milhões para pagar o 13º salário dos servidores municipais. Ele disse que está com dificuldade de juntar o recurso para depositar o valor dos, aproximadamente, 24 mil funcionários.

“Nós estamos juntando, muito embora tenha diminuído nosso Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços [ICMS], de 25% para 18%, e os repasses do governo federal também. Todos eles foram diminuídos e, como a taxa de inadimplência do Imposto Predial e Territorial Urbano [IPTU] subiu, estamos fazendo economia de casa para honrar as nossas obrigações”, justificou o prefeito, durante coletiva de lançamento do plano de segurança do centro da Capital.

Mesmo com a diminuição da receita, Trad garantiu que vai conseguir pagar. “Nós vamos cumprir a lei, mas se tivermos condições de antecipar, dependendo do que a gente for arrecadar com o Refis, a gente antecipa”, declarou.

No dia 28 de novembro, o secretário municipal de Planejamento e Finanças, Pedro Pedrossian Neto, informou que o 13° salário dos servidores municipais de Campo Grande será pago integralmente no dia 20 de dezembro. De acordo com o secretário, a preocupação no momento é pagar o salário dos funcionários municipais no dia 6 de dezembro. “Nós vamos resolver um problema de cada vez; vamos pagar a nossa folha no dia 6 de dezembro. Cerca de R$ 135 milhões, então vamos pagar essa folha na sexta-feira”, informou Pedrossian Neto.

Para o pagamento da gratificação do Natal, a prefeitura aguarda a entrada de verbas como as do IPTU e do Refis de Natal. De acordo com Pedrossian Neto, o valor a ser desembolsado dos cofres da prefeitura gira em torno de R$ 100 milhões. “Temos até o dia 20 de dezembro como prazo máximo legal para o pagamento do 13° salário do servidor, então estamos trabalhando com esse prazo de 20 de dezembro. Vai ter uma antecipação do IPTU; os carnês já estão chegando na casa das pessoas. Estamos estimulando as pessoas a aproveitarem os descontos que a prefeitura oferece, em torno de 20%. A arrecadação com o Refis e outras economias, tudo isso para que consigamos atender esse prazo do dia 20, mas não está sendo simples”, declarou o secretário de Planejamento e Finanças.

Para a folha de dezembro, que deve ser de aproximadamente R$ 135 milhões, o pagamento será feito no início de janeiro, mas ainda não teve sua data divulgada pela gestão municipal. 

Felpuda


O sumiço de algumas figurinhas carimbadas da política não acontece em virtude da necessidade de isolamento como uma das formas de prevenção à pandemia. Em verdade, seria porque não têm mesmo o que e a quem falar. Com o advento das redes sociais, quem acha que fazer campanha eleitoral continua como na época do “eu prometo” está a um passo de ver o sonho de conquistar mandato se transformar em pesadelo. Pelo jeito, não estão nem conseguindo dormir.