Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

quinta, 21 de fevereiro de 2019 - 19h00min

ECONOMIA

Estado amplia participação no FCO
e terá mais R$ 100 mi em 2019

Índice passará de 23% para 24% do total de financiamento destinado a projetos para o próximo ano

3 DEZ 18 - 04h:00CLODOALDO SILVA, DE BRASÍLIA

Os empreendedores sul-mato-grossenses podem ter cerca de R$ 100 milhões a mais do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) em 2019, com o aumento de um ponto porcentual na destinação dos recursos do fundo para o Estado. De 23%, o porcentual vai subir para 24%. No próximo ano, a meta é MS receber R$ 2,4 bilhões dos R$ 9,7 bilhões previstos.

Este incremento foi decidido pelo Comitê Técnico do Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Condel-Sudeco), que se reuniu em Brasília na semana passada. Isso será possível com a reformulação dos índices entre as unidades federativas, utilizando como base o saldo da carteira de financiamento de cada estado – Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Até este ano, o porcentual dos recursos do FCO destinado a MS foi de 23%; de GO, 29%; e MT, também 29%.

Estes índices vão subir porque o comitê remanejou 10% dos recursos do FCO que eram destinados ao Distrito Federal, que historicamente só usa 10% do previsto. De 19% do FCO anualmente, o DF ficará com 9% no próximo ano. Já o Estado terá 24%, Mato Grosso e Goiás, 33% cada um.

Para o superintendente estadual de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo, Bruno Gouveia Bastos, “foi importante manter esta previsão”. Ele ressaltou que, “em setembro do próximo ano, pode haver remanejamento dos recursos entre os estados”, referindo-se à intenção do governo do Estado de aumentar o valor que Mato Grosso do Sul pode receber do fundo em 2019, uma vez que, “dos R$ 2,4 bilhões do FCO deste ano, já usamos 100%”.  

Representante da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), o vice-prefeito de Bataguassu, Akira Otsubo, participou da reunião e enfatizou que “aumentar os porcentuais para Mato Grosso do Sul é importante, porque os empreendedores têm a possibilidade de montar ou ampliar seus negócios, gerando mais empregos e riquezas”.

De acordo com Jaime Verruck, secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), “caso sejam aprovadas as mudanças na reunião de dezembro, os valores poderão ser maiores que em 2018”. O integrante do Executivo estadual refere-se à reunião do Condel/Sudeco, colegiado composto por ministros, governadores e prefeitos da Região Centro-Oeste, responsável por definir todo o cronograma e as linhas de investimentos que serão feitos pelo FCO.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREÇÃO DE VALORES

Em 4 anos, procuradoria reduziu dívida com precatórios em R$ 101 milhões

Dívidas do Estado com cidadãos ou empresas é de R$ 165,9 mi
Piscicultura de MS conquista 9º lugar no ranking nacional
PRODUÇÃO DE PEIXES

Piscicultura de MS conquista 9º lugar no ranking nacional

Pagamento do PIS começa hoje para 54,6 mil sul-mato-grossenses
ANO-BASE 2017

Pagamento do PIS começa hoje para 54,6 mil em MS

FGV avalia percepção dos brasileiros sobre estimativa da inflação
LEVANTAMENTO

FGV avalia percepção dos brasileiros sobre estimativa da inflação

Mais Lidas